Gelo de inverno no Ártico dura 24 dias menos que em 1950

0
341
views

José Eduardo Mendonça – Planeta Sustentável Abril

gelo-inverno-artico-dura-menos-que-1950

Lagos congelam mais tarde e descongelam mais cedo

Os lagos do Ártico têm congelado mais tarde e descongelado mais cedo, criando uma estação de gelo de inverno 24 dias mais curta do que em 1950, segundo um estudo da Universidade de Waterloo, no Canadá.

A pesquisa, patrocinada pela Agência Espacial Européia e publicada em The Cryosphere, também revela que a mudança do clima afetou dramaticamente a espessura do gelo no ponto mais frio da estação: em 2011, ele era 38 cm mais fino que em 1950.

“Descobrimos que a espessura do gelo diminuiu tremendamente em resposta aoaquecimento na região”, disse a principal autora do trabalho, Cristina Surdu, do departamento de geografia e gerenciamento ambiental da universidade. “Ficamos chocados quando vimos os números reais.”

O estudo, de mais de 400 lagos no Declive Norte do Alasca, é o primeiro no qual pesquisadores documentam a magnitude de alterações no gelo da região em período tão longo.

As simulações do modelo utilizado revelam que os lagos congelaram cerca de seis dias mais tarde e descongelaram 18 dias antes em 2011, em comparação com 1950.

“As mudanças no gelo e o inverno mais curto afetam as comunidades que dependem das vias de transporte de bens”, explica Surdu. “Isto também pode contribuir com mais aquecimento em toda a área, porque a água descongelada dos lagos ajuda a esquentar as temperaturas do ar”, diz ela, segundo o Science Recorder

 

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here