Unidades de Conservação do bioma marinho-Retrospectiva Parte 1

2
402
views

Confira o que rolou de melhor em Mar Sem Fim – Unidades de Conservação na primeira parte de nossa retrospectiva

Unidades de Conservação do bioma marinho. Retrospectiva da nossa série Mar Sem Fim. Do Rio Grande do Sul ao Amapá, você confere em detalhes, pontos positivos e negativos das unidades de conservação federais marinhas do Brasil. Elas nunca antes foram mostradas em conjunto na TV.

Unidades de Conservação do bioma marinho, região Sul

Começamos no Chuí, mostrando a ESEC do TAIM. De Lá seguimos subindo a costa brasileira passando pelo PARNA da Lagoa do Peixe, ainda no Rio Grande do Sul. Depois, entrando em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, e assim por diante, sempre na ordem Sul- Norte.

Unidades de Conservação do bioma marinho, imagem do arroio chuí
Unidades de Conservação do bioma marinho. Começamos na fronteira Sul, o Arroio Chuí

Em Santa Catarina a equipe do Mar Sem Fim embarca numa lancha para conhecer a quinta e última Unidade de Conservação de Santa Catarina. A Reserva Biológica, ou ‘Rebio’, engloba o arquipélago do Arvoredo no litoral de Florianópolis, formado pelas ilhas do Arvoredo, Galés, Deserta, e Calhau de São Pedro.

Unidades de Conservação do bioma marinho, imagem da parque lagoa do peixe
Unidades de Conservação do bioma marinho. Ainda no Sul o Parna da lagoa do Peixe.

No Paraná destaque para a ‘ESEC’ de Guaraqueçaba é uma Unidade de Conservação que visa preservar o manguezal ainda em bom estado do norte do estado. E ainda a Reserva Particular do Patrimônio Natural, como o nome diz, este tipo de Unidade de Conservação tem uma diferença fundamental com as outras: ela é mantida e gerida pela iniciativa privada.

Unidades de Conservação do bioma marinho, imagem de canoa de bordadura
Unidades de Conservação do bioma marinho. As lindas canoas de bordadura do Lagamar

Parque Nacional do Superagui.

Superagui encerra as Unidades de Conservação federais do Sul do país. Localizada em duas ilhas- Superagui e ilha das Peças, a unidade termina na divisa com São Paulo, em meio ao lagamar Iguape- Cananéia- Paranguá, um dos mais importantes criadouros de peixes, moluscos e crustáceos da costa brasileira.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Muitíssimo obrigado, Caio, você não pode imaginar o quanto isso me deixa feliz. Precisamos de mais Caios, nos ajude, divulgue, compartilhe, vamos pressionar o governo. Precisamos mais áreas marinhas de proteção integral. abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here