Criaturas marinhas bizarras são descobertas

0
612
views

Criaturas marinhas bizarras: novas descobertas de peixes de águas profundas jamais vistos

A National Geographic sempre surpreende. Com sua marca de qualidade, e vendas no mundo inteiro, a revista conta com os melhores fotógrafos do mundo, além de receber colaboração dos cientistas mais notáveis. Em um de seus últimos números, a NT mostra novas criaturas marinhas bizarras, encontradas normalmente em altas profundidades. Esta região apenas começa a ser conhecida. Cientistas reconhecem que  menos de 5% das profundezas foram exploradas até hoje. Quantas outras espécies  não existirão?

Criaturas marinhas bizarras
Frilled Shark, ou Tubarão- babado, ‘um fóssil vivo’

Seres humanos raramente encontram este tipo de tubarão

Os seres humanos raramente encontram este tipo de tubarão. Eles preferem permanecer nas profundezas dos oceanos, até 1.500 metros abaixo da superfície. Considerados fósseis vivos, estes animais carregam muitas características físicas dos antepassados que dominavam os mares no tempo dos dinosaurs. Este espécime de 5,3 pés (1,6 metros) foi encontrado em águas rasas no Japão em 2007.

Criaturas marinhas bizarras
Caranguejo aranha gigante: 3,7 metros de uma garra à outra

Caranguejos aranha gigantes

Os caranguejos aranha gigantes gastam seu tempo no fundo do oceano, a 300 metros de profundidade. Esta espécie, nativa  das águas ao largo do Japão, pode medir até 3.7 metros, de uma ponta de garra à outra. Foi fotografado na Baía de Sagami, no Japão.
Criaturas marinhas bizarras
Wolffish do Atlântico

Sinistro olhar do Wolffish

O sinistro olhar do Wolffish, que faz sua casa nas profundezas costeiras rochosas, até 500 metros abaixo da superfície. A espécie pode alcançar 1,5 metros de comprimento. Eles têm dentição  adequada a uma dieta de moluscos de casca dura, caranguejos e ouriços do mar. Este par  foi encontrado fora da costa do Maine.

Criaturas marinhas bizarras
Fangtooth Fish

Um dos peixes que habitam áreas mais profundas já descobertos

Este é um dos peixes mais profundos já descobertos. O habitat normal  alcança os 2.000 metros. O da foto foi encontrado nadando em profundidades geladas, esmagadoras, perto de 5.000 metros! Os peixes de Fangtooth alcangam somente cerca de 16 centímetros. Ainda bem… já imaginou encontrar um bico destes grande?

Criaturas marinhas bizarras, imagem de Criaturas marinhas bizarras
Criaturas marinhas bizarras

 Viperfish do Pacífico

O viperfish do Pacífico tem dentes que parecem agulhas, e são tão grandes que ele  não pode fechar a boca. Estes demônios de profundidade atingem apenas cerca 25 centímetros de comprimento. Vivem em profundezas de até 4.400 metros, atraindo presas com fotóforos bioluminescentes no seu ventre.

Criaturas marinhas bizarras, imagem de polvo vampiro
Criaturas marinhas bizarras, Polvo Vampiro

Polvo Vampiro

O Polvo Vampiro (Vampire Squid), um dos poucos que este site arrisca traduzir, vive a confortáveis 3.000 metros abaixo da superfície. Estes cefalópodes  navegam pela escuridão com os olhos que são proporcionalmente  maiores que qualquer animal na Terra. A espécie recebe seu nome por seus braços escuros, palmados. Ocupa as regiões mesopelágicas  de oceanos temperados e tropicais do mundo. A fisiologia do animal adaptou-se para permitir que ele vivesse nos níveis de oxigênio muito baixos, encontrados dentro das camadas mínimas de oxigênio dessas regiões.

Criaturas marinhas bizarras, imagem de Criaturas marinhas bizarras
Criaturas marinhas bizarras. Wolffish, ou Peixe- lobo

Até a sisuda National Geographic brinca ao descrever esta espécie como “sonho de um dentista”. O lobo do Atlântico exibe o hardware que usa para esmagar moluscos, mariscos e ouriços do mar. Estes predadores de aparência estranha nadam tão profundamente como 600 metros, e se espalham  desde a costa escandinava até Cape Cod até o Mediterrâneo.

Gostou? Então que tal conhecer espécies curiosas de tubarões?

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here