Corais do Caribe podem desaparecer em 20 anos

0
720
views

Estudo alerta que corais do Caribe estão à beira do colapso e podem desaparecer em 20 anos

Corais do Caribe: cerca de 9% dos recifes de todo mundo estão no Caribe. E são vitais para a economia da região. De acordo com um relatório produzido por três grandes entidades internacionais, o Global Coral Reef Monitoring Network (GCRMN ), a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e o Programa Ambiental das Nações Unidas (Pnuma), os corais do Caribe estão agora com apenas um sexto de seu tamanho original.

corais do caribe

Corais no Caribe: US 3 bilhões em turismo

A perda da biodiversidade na região pode ter consequências catastróficas. Os corais do Caribe geram mais de US$ 3 bilhões por ano com o turismo, atividade de pesca e mais de uma centena de outros bens e serviços.  Desde 1970, o ecossistema do Caribe já se reduziu em mais de 50%.

Corais do Caribe: problema é o aquecimento global

A principal culpada pelo desaparecimento dos recifes de todo mundo é a mudança climática. No caso no Caribe a maior ameaça vem da perda de dois herbívoros importantes para a região: peixes-papagaio e ouriços do mar.

Uma doença não identificada levou a uma mortalidade em massa do ouriço-do-mar em 1983. E a pesca extrema ao longo do século 20 deixou a população de peixes-papagaio à beira da extinção em algumas regiões.

Imagem peixe papagaio
Peixe Papagaio

Perda de espécies interrompe equilíbrio dos ecossistemas

A perda destas espécies interrompe o delicado equilíbrio dos ecossistemas dos corais. E permite que as algas, das quais eles se alimentam, se proliferem e passem a sufocar os recifes.

Segundo o estudo, a situação caótica ainda pode ser salva. A solução seria restabelecer as populações de peixes-papagaio, aumentar a fiscalização contra a sobrepesca e poluição costeira.

O relatório “Situação e Tendências do Recifes de Coral no Caribe” é o estudo mais detalhado e abrangente do gênero já publicado. Os dados  são resultado do trabalho de 90 especialistas ao longo de três anos. E uma análise de mais de 35 mil pesquisas realizadas em 90 locais do Caribe desde 1970. Incluindo estudos de corais, algas, ouriços do mar e peixes de criadouro.

Descoberta recente

A mais recente descoberta, em se tratando de corais, foi o banco descoberto na foz do Amazonas.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here