Aves morrem com o estômago cheio de plástico

4
2608
views

Aves morrem com estômago cheio de plástico em atol do Pacífico

No atol de Midway, no Oceano Pacífico, um conjunto de ilhas com mais de dois mil quilômetros do continente mais próximo, milhares de aves morrem por inanição. As vítimas aqui são os albatrozes. Os pais desses filhotes confundiram o (nosso) lixo flutuante com comida. Até quando vamos nos permitir?

Aves morrem, imagem de ave marinha com estômago cheio de plástico

Aves morrem com estômago cheio de plástico: o Albatroz e Petrel

As duas são as espécies de aves mais ameaçadas do planeta.  Lulas, sardinhas e krill, o principal alimento. Os Albatrozes são aves planadoras. Aproveitam o vento, abrem suas enormes asas (a maior do planeta em envergadura: 3,5 metros), e cobrem até 800 Km por dia! Quando não há vento pousam no mar à espera de novas lufadas. Só procuram a costa para acasalar.

imagem de albatroz errante em voo
Albatroz errante, uma das dádivas da natureza, ameaçado de morte por ingestão do nosso plástico!

Reproduzem-se uma vez ao ano colocando apenas um ovo por vez. Existem 22 espécies de albatrozes no mundo, 10 delas frequentam águas brasileiras.

Relação do plástico com as aves marinhas

O lixo plástico é encontrado em 90% das aves marinhas. A taxa cresce constantemente, acompanha a produção global  que aumenta sem parar. Cientistas têm monitorado a ingestão de plástico por aves marinhas há décadas. Em 1960 ele foi encontrado nos estômagos de menos de cinco por cento das aves, mas em 1980, saltou para 80 por cento! 

A produção global dobra a cada 11 anos, nós assim temos exigido afinal, quem não consome plástico? Assim, nos próximos 11 anos, produziremos o máximo que produzimos desde que o plástico foi inventado! A ingestão, pelas aves marinhas, acompanha isso enquanto permitirmos essa barbárie. Compete aos cidadãos fazerem suas partes: se consumir, reciclar; e exigirem políticas públicas de seus governantes. A do lixo plástico é uma das mais urgentes. Pense nisso nas próximas eleições. A culpa é de nossos hábitos insustentáveis, não tenha dúvidas.

Plástico, a dois mil quilômetros de qualquer continente!

Mas, desta vez o ‘inimigo’ estava longe. Longe demais pra ser verdade: distava 2 mil kms de qualquer continente. Mas matou, e ainda matará porque não se desfaz, e sua reciclagem é pouco praticada; a mesma mancha de plástico matará ainda centenas de aves marinhas. No momento em que escrevemos este texto é possível que mais uma delas tenha se ido, não duvide de nossa capacidade. Já demos prova de quem somos.

Uma tragédia ambiental espantosa!

Fontes: http://www.bbc.com/news/science-environment-34108017;https://news.nationalgeographic.com/2015/09/15092-plastic-seabirds-albatross-australia/; https://www.theguardian.com/environment/2015/sep/01/up-to-90-of-seabirds-have-plastic-in-their-guts-study-finds.

Você já teve um Volkswagen? Então não tenha mais. Exerça seu direito de consumidor.Saiba por quê.

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

4 COMENTÁRIOS

    • Antes fosse, Alfredo,antes fosse. Há lixo no mar jogado de todos os continentes, e por quase todos os países que têm saída para o mar. Imagine que até 1990 os navios da marinha de guerra dos Estados Unidos eram liberados para jogar o lixo produzido a bordo, no mar. Imagine a quantidade!! É por isto, pela quantidade enorme de lixo, plástico, e esgotos não tratados, que os oceanos do planeta estão na UTI. Leia mais matérias a respeito neste site e constate você também. Bom, amigo, obrigado pela visita. Abraços e volte sempre!

  1. Senhores.
    Como brasileiro fico envergonhado de ver o depoimento do responsável pela parte ambiental da laje de Santos.
    Quanta demagogia quanta intolerância quanta mentira.
    Quem paga a conta é o turista incauto que tem que arcar com custos pra poder usar e contemplar a beleza do mar que é sua e alem de tudo ajudar a manter parasitas ambientais.
    Vamos encarar a realidade.Vamos trabalhar acabar com o emissário de Santos que joga toda nossa sujeira no mar e não descontar no pobre do turista.
    Acorda Brasil diga basta a estes pseudos ambientalistas.

    • Prezado Claudio: não concordo com vc. Mas como vc mandou um e mail, publico assim mesmo. Saiba que é assim que funciona nos USA: as pessoas pagam para entrar nos parques o ajuda em sua manutenção. Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here