Área de Proteção Ambiental de Cananéia – Iguape – Peruíbe – Episódio 10

4
237
views

Em nosso décimo episódio você conhece a Área de Proteção Ambiental de Cananéia – Iguape – Peruíbe

O interior dos canais e baías da Área de Proteção Ambiental de Cananéia são cercados dos dois lados por imensos manguezais. Um dos mais importantes ecossistemas marinhos: várias espécies de peixes, crustáceos e moluscos, além de uma infinidade de aves marinhas que usam suas copas como habitat, dependem dele para seu ciclo de vida.
Os canais também são procurados por mamíferos marinhos como os botos-cinza, e tartarugas, especialmente a tartaruga- verde. Já o interior da mata atlântica abriga espécies ameaçadas de extinção como a onça-parda e os bugios, ou animais endêmicos, e também ameaçados, como mico-leão-da-cara-preta, ou o papagaio-de-cara-roxa.

imagem de um papagaio de cara roxa no interior da Área de Proteção Ambiental de Cananéia
O lindo papagaio-de-cara-roxa.

Características da Área de Proteção Ambiental de Cananéia

BIOMA: Marinho Costeiro

Municípios: Cananéia – Iguape – Peruíbe – Miracatu

ÁREA: 207.307,8200 hectares

DIPLOMA LEGAL DE CRIAÇÃO: Dec nº 91.982 de 6 de Novembro de 1985

Tipo: Uso Sustentável

Plano de manejo: apesar de ter 29 anos de criação a UC ainda não tem plano de manejo, apenas um “plano de gestão”

Lista de Espécies Ameaçadas protegidas nesta UC: Papagaio-de-cara-roxa, Bugios, Tartaruga verde, Águia- cinzenta

» Expedição na APA Cananéia – Iguape – Peruíbe, leia mais sobre a nossa visita.
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Ótima notícia, Marcio, vou colocar a informação no texto que fiz de minha visita, para que todos saibam que este passo já foi dado. Agora só falta fechar o Canal do Valo Grande. Abraços

  1. João parabéns pelo programa, o melhor da TV aberta, e parabéns pela iniciativa. É vergonhoso ver como o Governo Federal é ineficiente e dá às costas para a ecologia, lamentável. Parabéns mais uma vez

    • Muito obrigado, Augusto, se todos nós protestarmos, levarmos o assunto para as redes sociais, etc, quem sabe a gente consegue mudar esta situação. Uma coisa é certa: sem pressão da opinião pública nada vai mudar. Abraços e volte sempre!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here