Morsas em praia do Alasca: 35 mil!

0
796
views

Morsas em praia do Alasca: 35 mil!

Morsas em praia do Alasca: segundo cientistas o número recorde de 35 mil morsas em praia do Alasca seria mais uma evidência das mudanças climáticas

Morsas em praia do Alasca, imagem morsas em praia do Alasca

 Morsas em praia do Alasca  evidência das mudanças climáticas

Cerca de 35 mil morsas foram avistadas esta semana em uma praia nas proximidades de Point Lay, no Noroeste do Alasca. Os animais estariam à procura de águas geladas no Hemisfério Norte.

O fato foi um recorde. Grupos tão numerosos dessa espécie só foram flagrados assim em 2007, 2009 e 2011.

O registro foi feito durante o levantamento aéreo anual de mamíferos marinhos da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA). Elas estavam  a cerca de 7,5 km ao Norte de Point Lay, uma importante aldeia do Alasca.

imagem morsas em praia do alasca

Morsas em praias da região noroeste do Alasca e da Rússia

De acordo com os pesquisadores, a grande concentração de morsas em praias da região noroeste do Alasca e também da Rússia é um fenômeno decorrente do aquecimento global, que vem provocando a diminuição de mares gelados durante o verão boreal.

Migração

Durante o inverno, as morsas frequentam o Mar de Bering, onde costumam dar à luz. Elas usam o gelo como plataforma para a caça e o descanso. Quando o gelo diminui, as morsas partem rumo a terra firme.

Elas usam suas presas para se arrastar

Ao contrário das focas, as morsas não podem nadar por tempo indeterminado. Elas usam suas presas para se arrastar e se deslocar sobre a superfície. Os animais agora estão em número recorde, lutando para encontrar o gelo e, assim, poder descansar no mar Ártico.

O fenômeno também se repete com os ursos polares, que dependem do gelo para sobreviver no Polo Norte.

Salto de Jubarte que quase atinge gaivota, foto espetacular

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here