Fundo para o Meio Ambiente Mundial: U$10 mi para Arrecife Mesoamericano

0
752
views

Fundo para o Meio Ambiente Mundial doa 10 milhões de dólares para Arrecife Mesoamericano

Em última assembléia realizada no México, o Fundo para o Meio Ambiente Mundial decide direcionar 10 milhões de dólares para a proteção do Arrecife Mesoamericano.

Fundo para o Meio Ambiente Mundial, imagem arrecife mesoamericano

Prêmio compartilhado

Compartilhado entre Guatemala, México, Honduras e Belize, o Arrecife Mesoamericano é considerado a segunda maior barreira de coral do mundo. O ecossistema tem mais de 65 espécies de corais. São 350 espécies de moluscos, e mais de 500 espécies de peixes. Ele se estende por cerca de 1000 km.

Fundo para o Meio Ambiente Mundial, imagem de peixes em recifes

Objetivo do Fundo para o Meio Ambiente Mundial

O objetivo do Fundo para o Meio Ambiente Mundial é melhorar a colaboração regional para a integridade ecológica do Arrecife Mesoamericano.
Durante cinco dias representantes de 150 países se reuniram na assembléia realizada em Cancún. Eles divulgaram uma arrecadação de mais de 4 bilhões de dólares para projetos ambientais em nível global. E estão prospectando cerca de 26 bilhões de dólares até 2018.

Fundo para o Meio Ambiente Mundial,imagem arrecife mesoamericano

Sistema de arrecife do Caribe

O sistema de arrecife do Caribe inclui diversas áreas e parques protegidos. A colorida e exótica vida marinha fazem da região uma das mais desejadas por mergulhadores de todo mundo. Esta área só perde em extensão apenas para a barreira de corais da Austrália.

“Se as mudanças climáticas são consequência do egoísmo do homem, sua solução está na solidariedade da humanidade”, comentou o presidente mexicano Enrique Peña Nieto, após anunciar um aporte de 20 milhões de dólares ao Fundo.

Recifes Mesoamericanos, saiba mais

Segundo a BBC,  “ele se estende de Cancún, no México até o Sul, passando por Belize, Guatemala e Honduras. Turistas de todos esses países lotam praias, de onde partem expedições de mergulho. Os recifes recebem milhões de visitantes por ano…”mas a indústria do turismo, a pesca em excesso e a poluição estão cobrando um preço caro dos recifes”.

Fonte: www.afp.com

Núcleo União Pró Tietê completa 25 anos

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here