Rio Itapanhaú, Bertioga, uma jóia ameaçada

3
2115
views

Rio Itapanhaú, Bertioga, uma jóia do litoral paulista agora ameaçada

É incrível como, mesmo num local extremamente perto da maior cidade do país, ainda tenhamos ‘jóias’ para comemorar no litoral. Mas temos. Mesmo nos locais mais impensáveis, como as cercanias de Guarujá, que conseguimos destruir. É o caso da praia, Itaguaré (ao lado da praia de São Lourenço), única ainda não ocupada do litoral de São Paulo, e do rio   Itapanhaú, em Bertioga.

imgem do rio Itapanhaú
O Itapanhaú

O Itapanhaú  ainda é uma beleza, com mangues nas margens e, atrás, o paredão da serra do Mar coberto por Mata Atlântica que cisma em resistir. Agora querem feri-lo gravemente com a…

Transposição do Rio Itapanhaú?

O site www.tratamentodeagua.com.br diz que “a transposição da água do rio Itapanhaú para o Sistema Alto Tietê é uma das obras de segurança hídrica para a Região Metropolitana de São Paulo.” E Insiste “que a obra não trará impactos a Bertioga.” Não é o que pensam os ambientalistas e a população.

Protestos de moradores de Bertioga

O G1 diz que “um grupo de moradores protestou contra a transposição do Rio Itapanhaú,  na Câmara de Bertioga, no litoral de São Paulo. Eles argumentam que a obra causará impactos negativos, diretos e indiretos, em áreas ambientais da Serra do Mar, bem como nos ecossistemas de restinga e mangue no curso do Rio Itapanhaú.”

Liminar suspende obra

O Estadão foi atrás e publicou: “Liminar determina que Cetesb suspenda o licenciamento ambiental do projeto e impede a Sabesp de iniciar ou dar continuidade às obras, uma das principais ações da gestão Alckmin para evitar uma nova crise hídrica; autorização tinha se dado após processo polêmico que ignorou pareceres contrários.”

Site pede fim da obra

O site obugio.org.br  pede o fim da obra, e sugere que os interessados assinem abaixo assinado alegando que, “a reversão das águas do Itapanhaú pode causar um desequilíbrio ambiental relevante, acentuando os índices de salinidade da água nas áreas de manguezal e descompensando gravemente os ecossistemas locais e as pessoas que dependem diretamente destes ambientes íntegros.”

O Mar Sem Fim pergunta:

Já não estragamos o suficiente os rios brasileiros que deságuam no mar? Será mesmo necessária esta obra?

Os argumentos de ambos os lados

O Mar Sem Fim fez uma curadoria nos sites que discutem o tema. Primeiro, vamos aos…

Os interessados…

“A captação de água do rio Itapanhaú será feita em uma das regiões mais chuvosas do Brasil, no ribeirão Sertãozinho. Ele é um dos formadores do rio Itapanhaú. Deste rio serão captados até 2.000 litros por segundo, respeitando a outorga definida e a disponibilidade hídrica da bacia. Em Bertioga, o Itapanhaú tem uma vazão média de 20 mil litros por segundo de água. Ou seja, 10 vezes o limite máximo que será captado.” Esta a posição do site tratamentodeagua.com.br cujos interesses são diretos, temos que lembrar.

O poder público…

Estadão: “A liminar do foro de Bertioga do Tribunal de Justiça do Estado acatou uma ação civil pública do Ministério Público. O MP  argumentou que o empreendedor da obra não forneceu estudos suficientes que mostrem os possíveis danos ambientais da obra. ‘A necessidade dessa obra é questionável‘, disse ao Estado a promotora Almachia Zwarg Acerbi, do Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (Gaema) da Baixada Santista.” O jornal acrescenta que “a juíza Luciana Mendonça de Barros Rapello afirma que há “sérios indícios” de que o licenciamento ambiental do empreendimento ocorreu sem contemplar a contento resolução nacional que estabelece que no processo sejam definidos os limites da área geográfica (área de influência) a ser direta ou indiretamente afetada pelos impactos.”

A população…

O G1 garante que “a maioria dos moradores é contra a obra de transposição do Rio. Eles acreditam que a obra prejudica diretamente o meio ambiente e pode causar a extinção de vários animais.”

Os ambientalistas…

“É profundamente contraditório que se apropriem de um recurso tão importante da região, enquanto sistematicamente falta água nas casas bertioguenses. Nas audiências públicas sobre o tema, a população se manifestou contrária a reversão das águas do rio, mas não foi ouvida.”

O Mar Sem Fim

Pelo exposto, o Mar Sem Fim é contrário a transposição, assinamos o abaixo assinado, até que se prove se  for possível, que a transposição  não causará impacto ambiental, e que a população seja, de fato, ouvida.

Fontes: https://www.obugio.org.br/petitions/nao-a-transposicao-das-aguas-do-rio-itapanhau; https://www.tratamentodeagua.com.br/transposicao-do-rio-itapanhau/; http://sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral,justica-paralisa-obra-de-transposicao-do-rio-itapanhau,70001742971; https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/moradores-protestam-contra-a-transposicao-do-rio-itapanhau-em-bertioga.ghtml.

Desmanche de navios: conheça os maiores do mundo

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

3 COMENTÁRIOS

  1. A monstruosa região metropolitana de São Paulo devora tudo à sua volta e vai crescendo e devorando, um ciclo vicioso sem fim em que não se resolvem os graves problemas do que já existe e se transmite esses mesmos problemas às regiões conquistadas. O absurdo prevalece, fiscalização não existe, os políticos corruptos em busca do voto permitem tudo de um povo paupérrimo em busca de um espaço para viver, saneamento básico é algo terciário e a grande São Paulo feita um obeso mórbido lá vai engordando até que a morte precoce se aproxime.

    • Aureo, só os jornalistas inteligentes se interessaram em perguntar. Também perguntaram sobre alternativas aqueles tecnicamente preparados para tal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here