Petrobrás: de mal a pior, poluição no mar

4
91
views

Petrobrás: de mal a pior

Neste domingo, 23 de fevereiro, O Estado de S. Paulo publicou uma matéria com o seguinte título: “Metade da produção da Petrobrás na Bacia de campos é de água.” O texto da conta da perda de produtividade

cada vez maior” da Bacia de Campos que responde por quase 80% da produção de petróleo do país.

 Petrobrás vai de mal a pior…

Segundo o jornal

 a queda na produtividade tem sido tão grande que anula os resultados excepcionais do pré-sal, fazendo a produção total da empresa estagnar e até cair.

 

 Petrobrás, imagens de plataforma de petróleo da petrobrás no mar
Plataformas da Petrobás no litoral de Sergipe (foto: jlm)

Mais adiante informa o Estadão:

 o motivo seria o pouco investimento em novos poços, declínio natural e má gestão dos reservatórios, segundo fontes e geólogos.

Um dos entrevistados pelo jornal, o geólogo Pedro Zalán, da consultoria Zag, declarou:

Algo muito sério está acontecendo na Bacia de Campos. O  especialista atribui a queda primordialmente à falta de investimentos (grifo dests site) em novos poços e de injeção de água, com a Petrobrás desviando suas sondas e esforços para a área do pré-sal. O declínio natural de campos antigos (maduros) e a má gestão de reservatórios viriam a seguir, nesta ordem.

E é aí que mora o perigo: a pressa aliada a falta de investimentos e de transparência. Eu me pergunto quando será o próximo acidente nos poços marítimos da empresa, e suas consequências para o meio ambiente marinho.

No mesmo domingo, 23 de fevereiro, a Folha de S. Paulo publicou outra matéria: “Vistoria aponta risco em plataformas de petróleo da Petrobrás.” O primeiro e segundo parágrafos são emblemáticos. Eles alertam que o jornal teve acesso a um relatório do Ministério Público do Trabalho cujo teor principal é a falta de investimentos em manutenção das plataformas da empresa (grifo deste site) trazendo risco aos trabalhadores.

Entre os problemas listados estão “rotas de fuga mal delineadas, despejo de dejetos sem tratamento no mar (grifo deste site), botes salva-vidas incapazes de salvar”  e vai por aí.

Petrobrás é reincidente

Antes de encerrar a Folha diz que a empresa é reincidente e, das exigências do documento, algumas ainda não foram estendidas a todas as plataformas – “evitar vazamentos de gases.”

Com se vê o problema pode ser realmente grave. Dois grandes jornais do país publicam  matérias similares, no mesmo dia, dando conta de falta de investimentos por parte da Petrobrás e os possíveis riscos que esta omissão acarreta.

Não temos apenas “navios- porcalhões” jogando lixo no mar brasileiro. A maior empresa brasileira, a Petrobrás, ao que parece, faz a mesma coisa frequentemente.

Há, ou não, motivos para preocupação? Alguém se arrisca apostar quanto tempo vai levar até próximo acidente em águas brasileiras?

Bolsa de apostas aberta.

Saiba mais sobre os problemas da extração de petróleo no mar.

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O MAIOR PROBLEMA DE ‘POLUIÇÃO” DA PETROBRÁS É O PTBRÁS. O QUE SALVARÁ A PETROBRÁS É UMA CAMPANHA NACIONAL “O PETRÓLEO É NOSSO… E A PETROBRÁS TAMBÉM!”. AÉCIO NEVES? SÓ SE ELE CORTAR O CORDÃO UMBILICAL DO FHC, O PIRATIZADOR-MOR DESSA “REPÚBLICA” DE ENTREGUISTAS E APÁTRIDAS.
    MARIANO PAREDES
    DIRETOR AERONAVALTEC
    E-mai: [email protected]

    • Olá, Mariano, registro recebimento de seu correio mas não quero entrar em política. O assunto deste site é outro. Só menciono, de leve, a questão política quando abordo a questão de quais foram as Unidades de Conservação criadas por cada um, já que este é o foco de minha nova série de documentários. Seja como for, como vc me enviou, publico, assim que fiz com todos os outros. abraços

  2. Pessoal !
    Sou projetista de tubulação esei bemo que é isso,e tem mais os grandes projetos estão sendo feitos na china,de qualidade pessíma mas custo baixo , e nós profissionais estamos desempregados,olhando tudo isso acontecer.
    Esse governo ainda tem a cara de pau d efazer propaganda dizendo que a Petrobrás foca na gente .
    LAMENTAVEL E PREOCUPANTE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here