Otimismo, afinal.23/1/13

19
1297
views

 

1O hs da manhã.

 

Relendo a matéria que mandei ontem, achei que valia um esclarecimento.

Na verdade, fizemos progressos. Sem vento a tarefa anda rápido. Ontem, depois do meio-dia, as condições foram perfeitas: calmaria total até quase oito da noite. Com esta situação os mergulhadores puderam avançar bastante. A barreira de contenção de petróleo já foi instalada em volta do casco do Mar Sem Fim. E a barcaça russa, que serve de apoio aos trabalhadores submarinos, está fundeada ao lado do naufrágio.

PUBLICIDADE

Barreira de contencao instalada no local do naufragio.
Barreira de contenção instalada no local do naufrágio.

Os mergulhadores puderam entrar dentro da casa de máquinas do barco para conhecerem seu interior. Antes do trabalho mostrei algumas fotos explicando onde ficam os tanques de água, e diesel, que serão usados no processo de reflutuação.

Hoje, às sete da manhã, don Francisco já estava de pé vestindo roupas especiais para acompanhar a faina. Às vezes, quando necessário, um dos mergulhadores  filma o que os outros estão fazendo,  de modo que don Francisco, através de uma tela em cima da barcaça, possa acompanhar e instruir sua equipe.

Preparando para descer em terra.
Preparando para descer em terra.
Foto feita a meia noite. Nao ha mais escuridao total.
Foto feita a meia-noite. Não há mais escuridão total.

Hoje eles começam a cavar buracos embaixo do casco. Para isto usam mangueiras com potentes jatos d’água, e aspiradores. O casco do Mar Sem Fim repousa sobre um fundo de areia, o que facilita o trabalho. Enquanto um deles despeja jatos d’água para revolver a areia, outro suga o material em suspensão usando o aspirador.

Assim que o buraco estiver pronto, passam uma faixa por baixo do casco. Ao todo usarão quatro faixas. Uma vez colocadas, eles atarão boias especiais a estas faixas e, em seguida, injetarão ar comprimido. É desta forma que o barco voltará à tona.

O Felinto  Perry ao lado do barco de Tom Cruise.
O Felinto Perry ao lado do barco de Tom Cruise.

 

Minha preocupação é com o clima instável da Antártica. Às vezes a neblina é tão espessa que não se vê um palmo adiante do nariz. Nestes casos não resta alternativa ao Comandante Luiz Felipe, se não suspender os trabalhos.

Outras vezes o vento é muito forte, o que impede que os mergulhadores façam a sua parte.

Totem

O barco de Tom Cruise.
O barco de Tom Cruise

Ontem, quando eu redigia a matéria do dia, baixou uma neblina tão forte que atrasou o início dos trabalhos. Fiquei excessivamente preocupado e acabei mandando um texto alarmista.

Quando vejo a enorme mobilização que o naufrágio causou, e o esforço brutal que estão fazendo para o resgate do barco, a começar da Marinha do Brasil que colocou este enorme navio a disposição, fico preocupado ante a perspectiva do caso não ser resolvido neste verão devido à instabilidade do clima. Foi o que ocorreu ontem enquanto eu redigia.

No fim do dia, depois de analisar o progresso, relaxei. Mas, pensando naqueles que seguem este site, julguei importante a retificação.

Hoje, felizmente, não se perdeu um minuto: desde cedo estão mergulhando.

Ontem também foi um dia bom para nosso documentário. Desembarcamos e fizemos muitas imagens do entorno.

PUBLICIDADE

Totem em frente a base russa.
Totem em frente à base russa.
De noite nosso navcio "capeia" ao largo de Fildes.
De noite nosso navio “capeia” ao largo de Fildes.

Estivemos na sede da Capitania de Fildes, onde ficamos hospedados quando abandonamos o barco, em abril. O novo comandante, Capitão de Fragata Marcelo  Villegas Vira, é simpático e prestativo. Colocou seu aparato à nossa disposição. A solidariedade antártica, de que tanto falei nos relatos da época do naufrágio, deu as caras outra vez mostrando que o ser humano também pode surpreender. Os chilenos, mais uma vez, nos tratam como velhos amigos. Fomos convidados a almoçar com eles nesta quinta-feira. Empanadas. Plínio lambeu os beiços ao saber o menu.

Igreja em Rei George.
Igreja em Rei George.
O interior da igreja ortodoxa de Rei George.
O interior da igreja ortodoxa de Rei George.

Depois de passar a matéria para o site saímos para gravar imagens da região que é bem interessante. Nesta mesma “praia” existem três bases diferentes: duas são do Chile. Uma é da armada, Fildes, e outra da aeronáutica, Frei. A terceira é a base Bellingshausen, dos russos. A única igreja de todo este continente fica aqui. Obra dos russos. Eles trouxeram uma igreja em cedro da Sibéria, no estilo ortodoxo, e a montaram sobre um morro com visão estratégica de toda a baía Fildes. Nas paredes há explicações. A ideia nasceu pela constatação de que o colonizador sempre que chegava numa nova terra erguia uma igreja, ou templo, para dar vazão à sua fé. Só na Antártica isto não acontecia. Por isto, em 2OO4, ergueram a igreja de Santa Trindade que visitamos.

A base russa por dentro.
A base russa por dentro.

Os russos tiveram papel relevante no período heróico das descobertas antárticas. Um dos primeiros exploradores a observar o “Continente Branco” foi justamente o oficial Bellingshausen, em 182O.

Ruslan Eliseev e eu.
Ruslan Eliseev e eu.

Quando voltávamos da visita encontrei novamente meu amigo Ruslan Eliseev que nos convidou para visitar o interior da base. Ficamos uma boa meia hora batendo papo. Os russos também estão sendo solidários no que podem. Emprestaram a barcaça e colocaram toda sua equipe, e equipamentos, à nossa disposição.

É fantástico “viver” este espírito que, infelizmente, só se encontra aqui. As pessoas ajudam espontaneamente, sem esperar nada em troca.

Fazendo "uma boquinha" de madrugada na copa do F. Perry.
Fazendo “uma boquinha” de madrugada na copa do F. Perry.

Voltamos para bordo perto das oito da noite. Já havia passado a hora do jantar mas o pessoal de bordo, super-simpáticos e solícitos conosco, tinha guardado comida.

Terminado o banquete ficamos batendo papo na cabine. Meus companheiros estão encantados com a Antártica, o espírito das pessoas que freqüentam este lugar e, especialmente, a cordialidade e simpatia dos marinheiros do Felinto Perry.

A grande novidade do dia foi a chegada do barco do ator Tom Cruise, um navio pouco menor que o nosso, que tem entre seus equipamentos um mini-submarino, várias lanchas, e um helicóptero.

O barco está alugado para um grupo de felizardos que podem pagar pra ter este luxo.

PUBLICIDADE

14 horas.

Depois do almoço subi na cabine para revisar este texto antes de manda-lo, logo mais, da Capitania de Fildes. Don Francisco estava de volta do mergulho da manhã.

A tripulacao do Felinto Perry nao para.
A tripulação do Felinto Perry nao para.

Sucesso total: a primeira faixa já está no lugar. Esta tarde, enquanto nós gravamos imagens de terra, eles irão instalar a segunda.

Se o tempo continuar bom, amanhã mais duas serão colocadas. Na sexta–feira conectam as bóias às faixas. Em pouco tempo começa a etapa de trazer o Mar Sem Fim de volta à tona.

Artigas -navio e base do Uruguai.
Artigas -navio e base do Uruguai.

Dias agitados, estes últimos. Chegou um navio da marinha do Uruguai que fundeou defronte à base de seu país, Artigas, que fica numa baía ao lado de Fildes.

E hoje chegou outro, só que  de passageiros.

Se continuar assim logo teremos congestionamentos por aqui.

Amanhã conto mais. Até lá.

Comentários

19 COMENTÁRIOS

  1. Caro João / Plininho,
    Eu sei que sugerir alguma coisa à distância é muito cômodo, mas não custa fazê-lo. Ao invés de passar a cintas debaixo do casco, talvez vcs dispusessem de colchões, herméticos. Poderiam introduzi-los no interior da cabine e, posteriormente, enchê-los de ar. Cheios, eles flutuariam se apoiando no enlatamento do convés e trazendo o barco para a superfície. Seus especialista devem ter uma noção do volume de ar necessário em relação ao deslocamento do barco. Essa manobra evitaria de ter de passar as tais cintas sob o casco, mas seria preciso ‘ter’ os tais colchões de que estou imaginando … A rigor, qualquer plastico hermético que pudesse ser ‘espalhado’ pelo interior do barco poderia impedir de escapar o ar injetado, para a superfície do mar. Se essa manobra não der conta de trazer o barco para a superfície, seria, pelo menos, uma medida auxiliar para afasta-lo do fundo, permitindo assim, passar as cintas, sem a necessidade de remoção da areia.

    • José Carlos, obrigado pelo sugestão. Mas fique tranquilo, as faixas já foram colocadas através das vigias do casco. Assim que o tempo permitir passamos pra fase de levantar o mar sem fim.
      abraços

  2. Meu caro João, através dos seus relatos e das suas fotos, podemos nos sentir juntos nesta “nossa” grande tarefa.
    Abraço grande em voce e no Plínio.
    Tamujuntu!!!!!!!!!!!!!

  3. João Lara, vi fotos antes, mas este foi o primeiro texto que li. Muito interessante seu relato, Vou continuar acompanhando, Que tal você contar isso tudo no jornal, quando terminar a missão?
    Boa sorte, bom trabalho,
    Abração
    Mayrink

  4. João/Plinio.

    Estou acompanhando na maior ansiedade as notícias sobre o resgate do Mar Sem Fim. Se torcida ajuda, eu acho q muito, então saibam q tudo vai acontecer como o desejado por vcs. e por todos que os acompanham. Um fortissímo abraço em vcs. dois. Aguardo novas notícias.

  5. es muy interesante esta nueva expedicion desde el vinicius en barcelona seguimos paso a paso con sentimientos encontrados por un lado por la perdida de tu barco y por estar recatandolo nuevamnete .un abrazo muy fuerte y si diso quiere algun dia nos veremos proa con proa

  6. Esta sua aventura está muito maior e melhor contada do q qualquer relato. As suas informações precisas, a verdade de como vive m ests ilustres e maravilhosas almas no polo…. isto tudo nos mostra quão lindo é viver neste nosso planeta cheio de defeitinhos……

  7. Olá… Estou aqui orando para que tudo continue dando certo, pois não vejo a hora de vocês voltarem… principalmente meu esposo que está no Felinto Perry com vocês… Fiquem com Deus e boa sorte… Abraços*

  8. Olá tudo bem ? continuo aqui no Brasil , Rio de janeiro torcendo para que tudo de realmente certo , pois quanto mais o clima dificultar o trabalho de vocês , mais demorado fica, espero que com isso não atrase o retorno do Felinto para o Brasil … estamos aqui cheios de preocupação e saudades …
    Boa sorte a todos e um grande abraço …

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here