MSC responde através de relações públicas

4
599
views

MSC responde através de relações públicas

Esta manhã, depois de matérias a respeito do descarte de lixo por navios da empresa MSC, julguamos correto procurar o responsável pela empresa para ouvir a opinião oficial sobre o caso. Fui atendido prontamente pela empresa “Máquina – Public Relations”. MSC responde.

MSC responde, imagem de Navio da MSC em Búzios, RJ, e a mancha de poluição ao largo
Navio da MSC em Búzios, RJ, e a mancha de poluição ao largo

Simultaneamente outro jornalista da “Máquina”, Marcelo Teixeira, respondia minhas perguntas enviadas via e mail. Marcelo passou o seguinte texto em nome da MSC:

Nota para imprensa

 1-

A MSC Cruzeiros informa que segue práticas e procedimentos de tratamento, dispensa e reciclagem de lixo, conforme as normas brasileiras e internacionais, e repudia qualquer atitude ou processo irregular que vá contra suas regras, processos – adotados em toda sua frota – e o meio ambiente. A empresa desconhece qualquer violação e já está conduzindo uma investigação para apurar a questão internamente. Caso alguma responsabilidade seja confirmada, a armadora tomará todas as medidas necessárias para evitar incidentes similares no futuro.

 2-

Todo o lixo dos navios passa por uma triagem e transformação de acordo com as regulamentações do setor. Os navios estão equipados com incineradores, trituradores e compactadores para transformação do lixo e a utilização desses equipamentos permite o despejo dos resíduos biodegradáveis no mar sem agredir o meio ambiente, segundo às normas brasileiras e internacionais.

3- 

O lixo nocivo, tóxico ou não biodegradável é recolhido em recipientes adequados, armazenados em espaços específicos, longe de resíduos incompatíveis. Outros lixos que podem liberar substâncias poluentes são eliminados em reservatórios que são recolhidos em terra por empresas autorizadas para adequada reciclagem conforme previsto pela legislação. Toda descarga de lixo é devidamente registrada e certificada pela MARPOL, uma das mais importantes convenções ambientais internacionais, e o processo é controlado pelo Livro de descarte.

 4-

A companhia destaca ainda que é a única empresa no mundo a receber o prêmio “7 Golden Pearls” [“7 Pérolas Douradas”], do Bureau Veritas, em reconhecimento à sua política em prol da proteção ambiental e ao seu alto nível de gestão de qualidade, que também lhe garantiram certificações ISO 9001 e ISO 22000 pela qualidade e segurança dos alimentos em terra e a bordo.

 5-

Cada embarcação de sua frota ainda conta com um oficial ambiental a bordo, responsável pelas questões relacionadas ao meio ambiente, o que inclui o monitoramento dos processos de reciclagem e a eliminação dos resíduos produzidos, visando garantir a implantação dos padrões mais elevados possíveis de tratamento e descarte de águas residuais, além de um coordenador ambiental em terra, responsável pela supervisão das operações ambientais de todos os navios.

Atenciosamente,

MSC Cruzeiros

Navios descartam lixo no mar, todos eles!

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Regina, obrigado pela mensagem. Como expliquei na matéria (postada hoje) “MSC responde através de relações públicas”, mais alguns e vamos se saber se as investigações internas foram feitas ou não. Temos que aguardar mais alguns dias, mas fique tranquila: ela ainda não acabou. Abraços, obrigado pela visita. Volte sempre!

  1. uma das grandes mentiras e o uso do termo bio degradavel que depende da quantidade do produto descartado outra mentira ilusoria e o de que lixo e bio degradavel nunca e pois gera decomposicao organica e tem suas proprias cadeias quimicas ativas ,o mar e sim a maior vitima da poluicao humana e nao e depoisito natural de dejetos lixo ou produtos quimicos ou de residuos atomicos mas como e corrente todas as nacoes usam as aguas dos outros para colocarem seus malditos residuos fora mesmo os nao gerados ali principalmente os de navios cidades gigantes como os atuais trasatlanticos nos USA isto levaria a multas que poderiam levar ao confisco do navio ,aqui deixa pra la afinal e o pais do mensalao

    • Alberto: concordo. Venho repetindo à exaustão que o ser humano sempre usou os Oceanos como depósito de lixo, e ‘quitanda inesgotável’ de proteínas. E continua agindo do mesmo modo até hoje. O problema é que chegamos aos sete bilhões de habitantes no planeta, sendo que 50% mora no litoral. Não dá mais.É preciso mudar hábitos centenários. Ou mudamos nosso modo de agir, cada um ao seu modo, ou vamos entregar uma “carcaça” pras futuras gerações. Não seira justo. Abraços, obrigado pela visita. Volte sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here