Mar Sem Fim

0
727
views

Escrito por Valdir Sanches

A partir desta quinta-feira, um clique em www.marsemfim.com.br oferecerá ao navegante 45 horas de documentários, cerca de 4 mil fotos, mapas, dezenas de entrevistas com professores universitários, ambientalistas, técnicos do governo e gente simples e sofrida, os nativos.

O navegante ainda pode escolher outro destino, a Antártica. Esta expedição, que o levará à Ilha Rei George, onde está a base brasileira, resultou em cinco horas de documentários.

O criador do site e autor de todo o material é João Lara Mesquita, da família fundadora do jornal O Estado de S. Paulo. Apaixonado pelo mar desde criança, esse foi seu caminho natural quando deixou o comando da Rádio Eldorado, de São Paulo, em 2003.

Capitão amador, transformou-se em um minucioso explorador e documentarista. Em uma viagem de dois anos (2005 a 2007) palmilhou a nossa costa. Partiu da foz do rio Oiapoque, no Amapá, e chegou a Rio Grande, no extremo sul do estado do Rio Grande do Sul.

PUBLICIDADE

Durante a viagem, mandava para a TV Cultura episódios do documentário que ia produzindo – o Mar Sem Fim. Foram 90 episódios de meia hora, que somaram, no total, 45 horas de registros.

“Afirmo sem medo de errar: este é um dos mais completos sites privados em conteúdo sobre o mar e a zona costeira”, diz João Lara.

A programação para o ano que vem já está pronta. Ainda no primeiro semestre aproa o barco para o Norte. Vai refazer a viagem pela costa, desta vez no sentido contrário, do Rio Grande para o Amapá. A viagem estará no site e na TV Cultura.

Veleiro

Mar Sem Fim não é apenas o nome do documentário já produzido e desse por fazer. Nem só o do novo site. Foi o nome do veleiro usado na primeira viagem e é o do barco atualmente em uso pelo explorador dos mares.

João é entusiasta da vela, mas a expansão de seus projetos obrigou-o a trocar seu veleiro por um troller. É uma traineira, um barco de pesca grande, robusto, de grande autonomia, que os americanos adaptaram para embarcação de cruzeiro. O de João tem vinte metros, três cabines e leva até seis pessoas.

DVDs

O barco é um dos personagens na viagem à Antártica. A expedição resultou também em uma caixa com três DVDs, que estão sendo lançados agora: “Mar Sem Fim/Viagem à Antártica” (veja em Livros/DVDs no site).

João criou um site de apoio durante a viagem de dois anos pela costa. Queria mostrar o que não cabia nos episódios da televisão. “Fazia uma entrevista de duas horas com um especialista e tinha que escolher um minuto para pôr no ar.” Na viagem à Antártica, abriu “mais um pedaço no site”. Depois, incorporou um blog. “Ficou confuso, feio, difícil de navegar”.

Banco de imagens – Precisava de um site novo, para colocar todo o conteúdo que acabou juntando (tem 25 mil a 30 mil fotos). Uma amiga o ajudou na criação do site. Abriu nele um banco de imagens, que podem ser compradas (há boa procura) por publicações. Mas basicamente está à disposição de estudantes e pesquisadores da costa brasileira.

PUBLICIDADE

O www.marsemfim.com.br é, por assim dizer, um site com trilha sonora. Basta clicar em Música p/Navegar e escolher uma das seleções. A música acompanhará a navegação pelo site. Nisto entrou a formação de João, que estudou música e foi programador de rádio.

A página inicial do site poderia ser a foto de um belo recanto do litoral. Mas João buscou algo diferenciado. Assim, ao abrir a página, o navegante se depara com a foto da tela de um radar, que domina todo o espaço. O radar é o do barco de João.

Faz sua varredura, ao mesmo tempo em que soa o código morse: três toques curtos, três longos, três curtos. Ou seja, SOS, o pedido internacional de socorro.

Publicação original: http://www.dcomercio.com.br/index.php/cidades/sub-menu-cidades/76591-mar-sem-fim

 

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here