Angra Star: submerso no Rio, Inea inicia retirada

0
2234
views

Angra Star: óleo de navio submerso no Rio: Inea inicia retirada,  embarcação pertence à Frota Oceânica e Amazônica S/A

Angra Star: embora não transportasse petróleo, embarcação contém grande quantidade de óleo combustível e lubrificante. O vazamento pode causar desastre ambiental na baía de Guanabara.

Angra Star, imagem do Angra Star navio na baía de gunabara

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão da Secretaria Estadual do Ambiente do Rio, promove  uma operação para retirar o óleo do navio cargueiro Angra Star. Ele está parcialmente submerso na Baía de Guanabara.

A embarcação pertence à Frota Oceânica e Amazônica S/A. A companhia  foi notificada para  providenciar a retirada do óleo. Mas nada foi feito.

Na tarde de terça-feira foram colocadas boias para demarcar a área. A embarcação estava abandonada, foi saqueada e acabou naufragando.

O navio chegou ao fundo do mar. Como a área em que ele está é rasa, parte continua acima do nível do mar. Um  vazamento pode causar  desastre ambiental na baía de Guanabara.

150 carcaças de navios apodrecidos na baía de Gunabara, entre elas, o Angra Star

Matéria de O Globo, de Outurbro de 2015 diz que ” em meio à névoa esparsa que cobria a Baía de Guanabara na manhã de quarta-feira, o Angra Star surgia sombrio, ancorado entre as ilhas do Governador e do Fundão. Adernado à esquerda, com o casco e o convés comidos pela ferrugem, o cargueiro de 133 metros de comprimento não tinha uma viva alma dentro. Lembrava mais um navio-fantasma. Adormecido, numa espécie de cemitério que flutua sobre a baía onde há cerca de 150 embarcações abandonadas.

E assim, de naufrágio em naufrágio, a baía de Guanabara vai se tornando um dos locais mais imundos e poluídos da costa brasileira. É inacreditável o descaso das autoridades cariocas que tanto maltratam e baía em cujo entorno moram os cariocas.

Fábio Grellet, do ESTADÃO Conteúdo

Baía de Guanabara, entenda os motivos da poluição.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here