Ilha Grande pretende cobrar visita, saiba por que

0
396
views

Ilha Grande pretende cobrar visita: governo estuda cobrar entrada a partir de 2016

O secretário estadual do Ambiente, André Corrêa, afirmou que o governo pretende implementar uma taxa de visitação nos moldes do que ocorre no arquipélago de Fernando de Noronha. O objetivo é garantir um turismo sustentável e menos invasivo. Estudos apontam que praias como Araçatiba, Provetá e Japariz estão recebendo mais gente do que podem suportar. Ilha Grande pretende cobrar visita é o tema de hoje.

Ilha Grande pretende cobrar visita, imagem de ilha Garnde
Ilha Grande pretende cobrar visita

Ilha Grande tem 113 praias

O secretário declarou:

O poder público não tem braço para controlar a Ilha Grande. E temos problemas de superlotação em alguns locais. O modelo ainda está sendo estudado, mas a ideia é que no primeiro semestre do ano que vem esteja definido. Pode ser uma concessão plena ou patrocinada. A Ilha Grande vai ter muita atratividade

Ilha Grande- três unidades de conservação

A Ilha Grande abrange três unidades de conservação estaduais. Uma Área de Proteção Ambiental (APA) Tamoios. O Parque Estadual da Ilha Grande, e a Reserva Biológica da Praia do Sul. Além da taxa de controle ambiental, o projeto prevê a instalação de roletas nos pontos de embarque.

Ilha Grande recebeu 450 mil visitantes

Somente no ano passado, Ilha Grande recebeu 450 mil visitantes. A maior concentração populacional na  Vila do Abraão chega a receber por feriado cerca de 5 mil visitantes, número maior que a população local de 4 mil moradores.

Fernando de Noronha

Ilha Grande pretende cobrar visita, imagem de Fernando de Noronha

Uma taxa de visitação é cobrada de acordo com os dias de permanência na Ilha. No entanto, se, por acaso, você sair antes do período programado e já tenha pago, terá direito à restituição da diferença antes de embarcar para o continente.

Da mesma forma, se resolver prolongar a visita, o valor referente aos dias a mais será cobrado no dia do embarque. E o pagamento pode ser feito à vista, cheque, cartões de crédito, dólar etc.

 

Além disso, é necessário levar o boleto e o comprovante de pagamento para Noronha. No aeroporto, haverá uma entrada exclusiva para quem pagou a TPA através da Internet.

 

Mar Sem Fim apoio cobrança

Não existe outra forma de manter nossas unidades de conservação, sejam elas municipais, estaduais, ou federais, que não seja cobrando. É preciso dar valor ao que temos de melhor: a biodiversiade e a linda paisagem. Assim é no mundo. Cobrando, abrindo concessões para a iniciativa privada, nossos parques podem gerar renda e emprego, além de se perenizarem. Enquanto dependermos do estado a coisa não vai, não anda.

Saiba mais sobre o ecoturismo marinho.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here