Episódio 4 – Unidades de Conservação de Florianópolis

4
188
views

Quarto episódio da série Mar Sem Fim – Unidades de Conservação, exibida pela TV Cultura

Unidades de Conservação de Florianópolis

Unidades de Conservação de Florianópolis: eeste episódio, você vai conhecer as três Unidades de Conservação metropolitanas de Florianópolis: Resex Pirajubaé, APA do Anhatomirim e ESEC de Carijós.

A reserva extrativista marinha do Pirajubaé é uma unidade de conservação brasileira de uso sustentável da natureza localizada na Baía Sul da Ilha de Santa Catarina. Ela está cercada pela cidade de Florianópolis e sofre com poluição e degradação do ecossistema.

Unidades de Conservação de Florianópolis, imagem da resex de pirajubaé
Unidades de Conservação de Florianópolis. resex de Pirajubaé, cercada pela cidade

A reserva foi criada por demanda dos próprios pescadores da região. A área total da reserva equivale a 1 712 ha, dos quais 759 englobam manguezais e 953 área marítima, abrangendo coroas e bancos de areia. Pirajubaé foi a primeira reserva extrativista marinha criada no Brasil.

Objetiva assegurar a proteção da população residente de boto-cinza, a sua área de alimentação e reprodução, bem como de remanescentes da floresta pluvial Atlântica e fontes hídricas de relevante interesse para a sobrevivência das comunidades de pescadores artesanais da região.

O projeto da APA de Anhatomirim concorreu contra os interesses envolvidos em um estaleiro, cuja implantação, planejada na região, encontrava-se em fase de licenciamento ambiental. Ela protege botos- cinza.

Unidades de Conservação de Florianópolis, imagem de botos- cinza
Unidades de Conservação de Florianópolis, Apa do Anhatomirim e os botos- cinza

E ainda a ESEc de Carijós. As três ficam na ilha de Santa Catarina, cercadas pela especulação imobiliária que domina Florianópolis. O futuro delas é bastante incerto. As cidades não respeitam fronteiras, avançam sem piedade, de modo desordenado, para cima dos ecossistemas marinhos.

Unidades de Conservação de Florianópolis, imagem de mangue
Unidades de Conservação de Florianópolis. O mangue vermelho no rio Ratones
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Muito obrigado, Karol, fico feliz em saber que você o considera tanto. Demos nosso melhor pra fazer a série .Muito bom saber que deu certo. Abraços, volte sempre!

    • Muito obrigado a vcs, Silvia, fico feliz de saber que gostam. Quanto à Ilhabela, coloque este termo no “buscar” que fica na prima psd de meu site. Há carradas de matérias. Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here