Episódio 11 – Área de Proteção Ambiental de Cananéia – Iguape – Peruíbe | Parte 2

2
157
views

APA Cananéia – Iguape – Peruíbe, segunda parte de nossa visita a Peruíbe

APA Cananéia – Iguape – Peruíbe: essa Área de Proteção Ambiental faz parte do mesmo sistema conhecido como Lagamar, cujas visitas começaram no Paraná. Ali  conhecemos o Parque Nacional do Superagui, a ESEC,  APA de Guaraqueçaba, e a RPPN Salto Morato.

APA Cananéia - Iguape - Peruíbe, imagem de cerco na APA Cananéia - Iguape - Peruíbe
APA Cananéia – Iguape – Peruíbe

Todas são unidades de conservação federais. Pretendem proteger este que é considerado o mais importante berçário de vida marinha do Atlântico Sul.

Assista a primeira parte de nossa expedição pela APA Cananéia – Iguape – Peruíbe.

Entre os ecossistemas associados, neste trecho de 200 quilômetros de extensão (Iguape – Paranaguá), destacam-se a mata de restinga, dunas, praias, costões rochosos, lagunas e terrenos alagadiços. Estudos mostram que este formidável conjunto abriga 849 espécies de aves. E mais: 370 de anfíbios, 200 tipos de répteis, 270 de mamíferos, e 350 espécies de peixes.

» Expedição na APA Cananéia – Iguape – Peruíbe, leia mais sobre a nossa visita.
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Moro na Vila Histórica de Mambucaba em Angra dos Reis RJ bem no centro da reserva dos Tamoios ..
    Bacana ,muito bacana mesmo essas reportagens que também poderiam se chamar (O BRASIL VISTO DO MAR).Só lamento no entanto, que aqui na minha região (Angra- Paraty)em plena baia da ilha grande,mais exatamente na região da Vila Histórica de Mambucaba (Angra),o Rio que desce da serra e corta o bairro agora chamado de Parque Mambucaba (Rio Mambucaba)esta completamente poluído e despeja toda a sujeira do bairro citado no mar e em plena reserva dos Tamoios ,isso sem falar nas usinas nucleares que embora sejam consideradas “limpas”.
    Temos também a praia do FRADE ,igualmente situada na reserva Tamoios, que alem das marinas que invadiram os manguezais não possuem tratamento de esgotos .Uma lástima ,um crime sem limites………….Mas valeu ver todas essas reportagens sobre a costa brasileira…valeu

    • Obrigado pela mensagem, Frannklin. Denuncie publicamente o que vc me contou. Coloque nas redes sociais, entre em contato com o Chefe da ESEC de Tamoios (veja o tel ao pé desta matéria), converse com os amigos, faça barulho. É o que podemos fazer: chatear, reclamar, exigir. Se todos fizerem sua parte tenho certeza que aos poucos esta situação muda. Abraços e até a próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here