Embarcação da Petrobras naufraga no Ceará

0
394
views

Embarcação da Petrobras naufraga no Ceará. Segundo a empresa, não houve vítimas ou vazamentos de óleo

Petrobrás confirmou nesta quarta-feira, que por volta das 3h da madrugada de segunda-feira, 12, aconteceu um incêndio na casa de máquinas Embarcação da Petrobras Ramco Crusader. A embarcação era da empresa Vestland Marine AS. Ela prestava apoio à sonda SS-75 durante atividade de perfuração do poço 1-CES-161 (Tango), na Bacia Potiguar, a cerca de 84 Km da costa do Estado do Ceará. Não houve vítimas ou vazamentos de óleo.

Embarcação da Petrobras, imagem da Plataforma de petróleo da Petrobras
Plataforma de petróleo da Petrobras: a petrolífera afirma que está prestando todo apoio à empresa responsável pela embarcação, Vestland Marine AS

A estatal informou que

A tripulação, composta por 15 trabalhadores, deixou a embarcação em segurança e foi transferida para outras embarcações de apoio. Posteriormente os profissionais foram desembarcados na cidade de Fortaleza, onde passam bem

Depois do acidente e sem tripulação a bordo, o navio Ramco Crusader se deslocou, à deriva, para cerca de 45 Km da costa do município de Beberibe. Ali ela  veio a naufragar por volta das 21h. “Não houve vítimas e não foi identificado vazamento”, diz a empresa.

No início da emergência, assim que identificado o incêndio , a Petrobras acionou o plano de emergência. Mobilizou os recursos necessários para o local. Barcos de apoio estão posicionados na região. Equipes especializadas foram deslocadas para monitorar a emergência e estão sendo realizados sobrevoos na área.

A Petrobras afirma que está prestando todo apoio à empresa responsável , Vestland Marine AS. Ela garante que as providências para controlar a emergência foram tomadas.

Acidentes deste tipo são sempre graves

Este acidente é apenas mais um na folha corrida da Petrobras. A  Folha diz que a empresa é reincidente e, das exigências do documento, algumas ainda não foram estendidas a todas as plataformas – “evitar vazamentos de gases.”

Com se vê o problema pode ser realmente grave. Dois grandes jornais do país publicam  matérias similares, no mesmo dia, dando conta de falta de investimentos por parte da Petrobrás e os possíveis riscos que esta omissão acarreta.

Fátima Laranjeira, do Estadão.

Os oceanos estão virando um lixão invisível.

COMPARTILHAR

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here