Barbados e o aumento do nível do mar

0
385
views

Barbados e o aumento do nível do mar. Ilha luta contra o aumento do nível do mar que ameaça suas praias paradisíacas

Com certeza você já ouviu falar sobre a Ilha paradisíaca Barbados que fica ao nordeste do litoral da Venezuela. Seja como um point ideal para passar a lua de mel, mergulhar nas águas cristalinas, surfar nas ondas perfeitas ou relaxar no resorts de luxo.Mas tem um problema: Barbados e o aumento do nível do mar…

Barbados e o aumento do nível do mar, imagem Ilha paradisíaca Barbados
Barbados e o aumento do nível do mar

Barbados é muito mais que isso

Barbados é muito mais que isso. A ilha é vista como um excelente exemplo de desenvolvimento sustentável. Barbados tem um plano estratégico baseado no conceito de economia verde.

Barbados está na lista dos 52 países insulares mais ameaçados com o aumento do nível do mar

Infelizmente a Ilha Barbados está na lista dos 52 países insulares mais ameaçados com o aumento do nível do mar. Pelas ruas de Barbados é comum flagrar moradores discutindo as mudanças do clima . A maior parte da população, de 273 mil habitantes, preocupa-se com a atual seca prolongada, e os efeitos sobre o abastecimento de água potável. O convívio com obras costeiras para barrar o avanço do mar e o aumento das tempestades tropicais que rondam o mar do Caribe.

Barbados e o aumento do nível do mar, imagem Ilha paradisíaca Barbados

Nações Unidas desenvolvem  campanha

Neste ano, as Nações Unidas desenvolveram a Campanha do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, o Pnuma, que foca na vulnerabilidade de pequenos paises insulares. Os que menos emitem gases causadores do efeito estufa, e os que mais sofrem com as mudanças climáticas. Uma contradição injusta!

Praias de Barbados atraem visitantes do mundo todo

As praias de Barbados atraem visitantes do mundo todo: 83% do PIB do país vêm do turismo. Para proteger a maior fonte de renda, a ilha investiu U$ 3 milhões de dólares em projetos que contêm o avanço do mar. O maior desafio é sensibilizar o mundo todo, e principalmente as grandes metrópoles, sobre o possível sumiços de ilhas paradisíacas como Barbados.

Achim Steiner, diretor-executivo do Pnuma, declarou:

Queremos mostrar que, mesmo que more em países longe da costa, você contribui para o aumento das emissões e consequentemente com as mudanças climáticas, você é responsável pelo impacto na vida das pessoas e, talvez, até pelo futuro de alguns desses países insulares

Diminuir a dependência dos combustíveis fósseis

Uma das metas é diminuir a dependência dos combustíveis fósseis – atualmente, 95% da energia é gerada a partir dessa fonte. Barbados gasta mais de 400 milhões de dólares com a importação de petróleo.

A solução encontrada pela Ilha Barbados é produzir 30% da energia consumida a partir de fontes renováveis até 2029. Painéis solares serão os maiores aliados dessa mudança, já que em Barbados o sol brilha 364 dias por ano.

Barbados e o aumento do nível do mar, imagem painéis solares Barbados

Freundel Stuart, primeiro-ministro de Barbados, prefere que o país seja lembrado por sua longa ação contra as mudanças do clima, que começou em 1994. “Há 20 anos, sediamos a primeira conferência de pequenos países insulares para que nossas vozes fossem ouvidas”.

Barbados e o aumento do nível do mar, imagem ilha paradisíaca Barbados

A pergunta que não quer calar. Quem vive nas grandes cidades quer aproveitar os paraísos, mas faz a sua parte para mantê-los quando está longe? Pense nisso!

Fontes: Oeco e Terra

Ilhas do Caribe, e outras, são leiloadas com até 80% de desconto

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here