Pólen da Mata Atlântica pode ajudar a prever impacto climático

0
681
views

Pólen da Mata Atlântica pode ajudar a prever impacto climático, diz estudo

Pólen da Mata Atlântica pode ajudar a prever impacto climático. Mais de 140 tipos de pólen preservados em sedimento estão sob análise. Floresta registrou alterações no inverno e verão nos últimos 7 mil anos.

Pólen da Mata Atlântica pode ajudar a prever impacto climático, imagem de Reserva ambiental no Espírito Santo
Reserva ambiental no Espírito Santo uma das áreas protegidas de Mata Atlântica do país (Foto: Agência Vale)

Pesquisadores das universidades de São Paulo (USP) e de Edimburgo, na Escócia, estudam mais de 140 tipos de pólen de árvores e ervas preservados em sedimentos do fundo de lagos da Mata Atlântica para entender o impacto que as mudanças climáticas do passado tiveram no ambiente.

Pesquisadores das universidades de São Paulo (USP) e de Edimburgo, na Escócia, estudam mais de 140 tipos de pólen de árvores e ervas preservados em sedimentos do fundo de lagos da Mata Atlântica para entender o impacto que as mudanças climáticas do passado tiveram no ambiente, imagem de Pesquisadores das universidades de São Paulo
Pesquisadores das universidades de São Paulo e
de Edimburgo coletam amostras de sedimento
(Foto: Divulgação/Universidade de Edimburgo)

Eles também querem analisar o que pode vir a ocorrer com a flora da região.

Verões cada vez mais chuvosos e invernos mais secos

O estudo sugere que, nos últimos 7 mil anos, a região da Mata Atlântica em Linhares, no Espírito Santo, passou a ter verões cada vez mais chuvosos e invernos mais secos, o que tem levado à mudanças nos tipos de planta encontrados nessa região.

 Estudando gêneros de pólen

Os cientistas chegaram a esta hipótese ao estudar gêneros de pólen que podem sobreviver por milhares de anos.

Mudanças no regime do verão

As mudanças no regime do verão podem ter ocorrido por uma alteração no eixo de rotação da Terra, que acontece a cada 20 mil anos e afeta o clima do planeta, sugerem os pesquisadores. Isso resultou no desenvolvimento de um microlima específico na Mata Atlântica, o que pode ter criado um “refúgio” de floresta antiga, aponta o estudo.

A importância dos manguezais, saiba por que

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here