Segundo dia no estreito de Drake, viagem do Mar Sem Fim

0
791
views

Segundo dia no estreito de Drake, viagem do Mar Sem Fim

Hoje a situação melhorou. Com o segundo dia no estreito de Drake, o vento que vinha de sudoeste rondou para sueste, perdendo quase toda a força. As vagas também diminuíram de tamanho. Ainda não vi nenhuma como as de ontem, com 3 metros de altura. Ainda bem. Balançamos um bocado neste primeiro dia e, em consequência, avançamos pouco, só cerca de 160 milhas até agora.

imagem de albatroz no estreito de Drake
O albatroz no estreito de Drake

Ainda falta muito para chegarmos. Navegamos com a proa em duas possibilidades. Ou paramos na ilha Deception, 300 milhas de onde estamos, ou seguimos até Melchior, já na Península Antártica, distante 350 milhas. Em ambos os casos temos pelo menos mais dois dias inteiros na travessia.

Para os que gostam de náutica aqui estão nossos dados, às 17h30 deste domingo: estamos debaixo de uma zona de alta pressão (1019 mb) que se desloca de Nordeste para Sudoeste, bem na região central do estreito de Drake.

Posição: Latitude: 59º 16’ S.

Longitude: 065º 41’ W.

PUBLICIDADE

Rumo 150º

Velocidade: 7,5 nós.

Vento: Sul, 2 a 3 nós.

Ondas: s, sw, 1 a 2 metros.

O sol ainda não apareceu. O dia continua cinzento, como ontem, e a temperatura é de 2,5º C.

Hoje ainda tivemos uma baixa

Os albatrozes, as magníficas aves que dominam o Drake, curtindo suas ventanias, não deram as caras. Navegamos sozinhos nesta imensidão. Não há nada, ou ninguém, no horizonte.

Apesar disto a moral a bordo experimentou uma melhora. Com menos balanço passageiros e tripulantes se sentiram melhor. Teve pizza no almoço e nenhum pedaço saiu voando dos pratos. Pudemos comer em harmonia. Até um vinho tinto foi aberto.

Esta tarde recebemos outra análise de nossos meteorologistas. Não é ruim, mas não merece festa. Ela indica a possibilidade de vento forte nas proximidades de Deception, na terça, justamente o dia programado para nossa chegada, caso seja esta a opção escolhida. O prognóstico sugere ventos de 20 a 25 nós, com rajadas de 30, de oeste, naquela região.

Seja como for, ainda faltam dois dias e muita coisa pode mudar. Temos que nos concentrar em cumprir nossa obrigação hoje: continuar avançando, ganhando milha após milha, aproveitando as condições ideais de navegação. Amanha também deve ser assim.

Terça? Bem, quando chegar a terça vamos saber o que nos espera.

Conheça os imprescindíveis chilenos na viagem do naufrágio

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here