Esgotos clandestinos e morte de peixes no RJ

1
934
views

Esgotos clandestinos: rede encontrada em uma loja de departamentos pode ter provocado a morte de 10 toneladas de tilápias na Lagoa de Tijuca

Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e da Companhia de Águas e Esgotos (Cedae) localizaram esgotos clandestinos de uma loja de departamentos, da Barra da Tijuca, em uma galeria de águas pluviais. Ela  pode ter provocado a morte de 10 toneladas de tilápias na Lagoa de Tijuca,  zona oeste da cidade.

Esgotos clandestinos
Vista aérea da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro: segundo biólogo, apenas tilápias resistem à baixa oxigenação da água da Lagoa da Tijuca

Esgotos clandestinos: localizada a fonte

A loja foi notificada pela Cedae. Ela terá 30 dias para se interligar a rede coletora  para formalizar a sua situação. O Inea vai aplicar multa à empresa.

De acordo com o biólogo Mário Moscatelli, que desenvolve o projeto Olho Verde, de monitoramento das lagoas de Jacarepaguá e da Barra da Tijuca, não existe apenas uma rede que despeja esgoto in natura nas galerias.

São mais de cinco redes de esgoto clandestinas que despejam esgoto sem tratamento na região do Saco Grande. Essa situação não é nova é recorrente e eu diria quase permanente. Somente no mês de julho eu recolhi 3 toneladas de peixes mortos no Saco Grande

Mosacatelli declarou  que a situação é tão grave nas lagoas da Barra da Tijuca e Jacarepaguá. Nelas, somente as tilápias, que são mais fortes, resistem à baixa oxigenação da água. “As sardinhas e as savelhas por serem mais fracas sumiram há muito tempo daqui”.

Por Douglas Corrêa.

A poluição humana chega até nas fossas abissais dos oceanos.

Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here