Programa Oceanos na TV – parte 1

3
3879
views

BandNews dedica programa aos Oceanos na TV – parte 1

No início de 2014 fui convidado a comparecer no programa Capital Natural, da BandNews. Eles decidiram fazer uma edição sobre questões ligadas aos Oceanos na TV . Tive o prazer de participar ao lado do pesquisador Frederico Brandini, diretor do Departamento de Oceanografia da USP.

foto de frederico brandini, diretor do Depto de Oceanografia, da USP.
Frederico Brandini.

Oceanos na TV

O papo correu solto. Conheci Brandini anos atrás quando fazia a primeira série para a TV Cultura, Mar Sem Fim. Quando cheguei ao Paraná fui entrevistar os especialistas na costa daquele estado, entre eles Frederico Brandini. Ficamos amigos desde então. Eu, e Paulina Chamorro, fizemos três programas sobre o litoral do Paraná: Baía dos Pinheiros, Superagui, baía de Paranaguá, foi o primeiro. No segundo exploramos a “Ilha do Mel”, e no terceiro a baía de Guratuba,

O programa da BandNews, comandado por Guto Abranches, deveria ter apenas um episódio mas acabou se estendendo para dois já que, como disse, o papo e as informações correram a rodo.

 

foto de guto-abranches-
Guto Abranches, que comanda o Capital Natural.

Aqui está o vídeo da primeira parte do programa.

 

Oceanos, dados, história e fatos interessantes

Repórteres do Mar

O Mar Sem Fim quer a sua colaboração. Não é possível estar em todos os lugares ao mesmo tempo e, com a sua ajuda, podemos melhorar ainda mais o nosso conteúdo. Saiba como colaborar com o Mar Sem Fim.

Comentários Comentários do Facebook

3 COMENTÁRIOS

  1. Os programas são apenas parlatórios onde se falam, falam e falam. Ações????
    Todas as desculpas para tudo continuar como sempre nos mares de Abrantes. Assim fingem que o Brasil é um país

  2. Video interessante sobre o estado dos oceanos. Vai vir o apocalipse ambiental nos próximos trinta anos. Só aí, os pequenos cerebros dos governantes do mundo inteiro vão se sentir pressionados a tomar atitudes drasticas de preservação. Ano passado, vi uma entrevista de um ambientalista famoso ingles, cujo nome não lembro, e ele diz que no futuro, os governos tomarão decisões vindo de um especialsta em meio ambiente e não mais de um economista. Nunca esqueci do que ele disse porque eu realmente acredito que isso vai acontecer em algumas decadas, devido a essa degradação ambiental nunca visto antes. Infelizmente, a humanidade só vai acordar quando eles enxergarem o apocalipse. Até lá, eles vão ignorar os problemas ambientais.

    • Otimista você! Apocalipse nos próximos 30 anos??? Você não precisa ir ao Mar Sem Fim para ver as destruições que já estão em andamento faz um bocado de tempo: antigamente você pegava um ônibus ou ia para locais públicos como cinema e voltava para casa com pelo menos um casal de pulgas. Hoje nem pulgas existem, mas ainda não conseguimo acabar com ratos e ratazanas principlamente nas proximidades dos mercados e que no começo do século XII tivemos a peste negra (e aqui não tem racismos, não) que só mataram umas 20 milhões de pessoas. São Paulo e as cidades brasileiras são de uma assepsia brilhante então só está faltando um “start-up” aqui no sentido literal e não figurado para dar partidas a enfermidades terríveis. O meu amigo Albert Eistein preconozou que o dia que acabassem as abelhas nós morrerímos de fome e certo ou errado é que nas cidades encontramos abelhas que deveriam ser objetos das “neurociências” pois elas não injetam drogas, não fumam maconhas mas estão todas drogadas e peridas no espaço.
      Junte-se a estas maravilhas os malucos em todo o planeta se achando mais e melhores que os outros e kabummmmm… fomos pro espaço. Não sideral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here