Outra vez tempo ruim. 29/1/13.

20
1207
views

 

Ontem não tivemos tempo suficiente para levantar o Mar Sem Fim. Mas a equipe de don Francisco deixou tudo pronto para hoje.

Dá um trabalhão danado instalar as enormes boias nas laterais e popa do barco. Se elas não estiverem perfeitamente ajustadas não funcionam, ou sua eficácia é menor.

Don Francisco preferiu colocar cuidadosamente quatro, das cinco boias que serão usadas. Cada uma tem capacidade de levantar dez toneladas. Hoje pela manhã eles põem  a última.

De tarde, depois do almoço, vamos para a primeira, e espero, definitiva tentativa de trazer o barco à tona.

PUBLICIDADE

É bom que seja assim porque, entre outros pepinos, está prevista a chegada de outra frente esta noite.

O dia de ontem serviu também para os mergulhadores da Marinha do Brasil acharem um caminho seguro, livre de pedras, para que o barco seja empurrado por botes até a praia.

A rota do Mar Sem Fim foi demarcada com boias, o que vai facilitar quando chegar a hora de encalhar o barco.

Enquanto eles se ocupavam desta faina nossa equipe desceu em terra mais uma vez. Eu tinha marcado uma entrevista com cientistas espanhóis que freqüentam a Antártica há 13 anos, pesquisando os efeitos do aquecimento global sobre as geleiras.

A forma de trabalharem é original: o principal parâmetro que medem é a descarga líquida dos glaciares, em outras palavras, a quantidade de gelo que se funde, em razão do aquecimento, tornando-se água e escorrendo para o mar.

Os pesquisadores têm oito estações de medição espalhadas entre a Antártica e o Ártico. Quatro para cada polo.

E, claro, os resultados não são animadores. Aqui, na Antártica, a quantidade da descarga dobrou nos últimos 13 anos.

Adolfo e Carmenka não desanimam. Com a crise na Europa o governo espanhol cortou os subsídios da pesquisa. Mesmo assim os dois continuam, arcando sozinhos com o custo da operação.

Depois da entrevista atravessamos Rei George, até o lado do Drake, para gravarmos imagens de uma colônia de elefantes marinhos.

No fim do dia, semi-congelados, voltamos para bordo do Felinto Perry.

Acaba de tocar  apito do almoço. Vou parar para comer. Depois vamos todos para a barcaça russa, registrar o momento tão esperado.

12hs4O

Voltei do almoço preocupado. A frente desta noite vem com 6O nós de vento.

Me pergunto em que fase da operação estaremos quando despencar este exagero.

O dia está feio. Cinzento, com chuvas. E gelado.

PUBLICIDADE

Mudando de assunto: anda acontecendo uma coisa legal. Alguns parentes de tripulantes do Felinto Perry descobriram o Blog do Mar. Passaram a acompanha-lo à procura de notícias. O pessoal de bordo também consulta o site.

É comum eu receber mensagens da esposa de um Sargento, ou da namorada de um Tenente, desejando sucesso, e mandando votos de uma viagem tranqüila para todos nós. De repente meu site se tornou um espécie de ponte, ou canal, através do qual parentes e amigos matam as saudades do pessoal de bordo.

Às vezes eu topo com um tripulante e ouço coisas do tipo: “senhor João Lara” – aqui é assim: senhor pra cá e pra lá- “ficou bacana fechar o blog de ontem com a bunda do russo!”

O pessoal do navio é de primeira linha: são cordiais e simpáticos ao extremo. Mas existe esta hierarquia, algo  militar, “do senhor”.

Bom, agora me perdoem.

Vou descansar um pouco antes de enfrentar o frio lá de fora, e o banho de mar que levamos nos deslocamentos de bote. Volto com novidades assim que puder.

16hs4O

Acordo assustado. Olho o relógio e percebo que perdi a hora. Saio voando da cama, então, noto don Francisco dormindo tranquilamente.

O tempo fechou. Começou a ventar mais forte, surgiram ondas. A operação foi adiada.

Não teremos controle do barco, cheio d’água, nesta situação.

PUBLICIDADE

Vamos, mais uma vez, entrar no estranho por excelência. O ritmo, quem dá agora é o tempo.

É preciso ter paciência e esperar que melhore.

Assim que descer em terra mando fotos.

(foto do destaque:diariodetunbingen.wordpress.com)

 

 

 

 

 

 

Comentários

20 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite João Lara , espero que todos estejam bem , mesmo sem postar meus comentários leio o site tds os dias à espera de novidades.. Meu esposo me enviou uma mensagem ontem dizendo que era impossível ficar fora do navio ! estava muito frio … continuo acompanhando e torcendo por tds vocês ,esperando o tão sonhado regresso do meu amado esposo Sargento Schiavon ! Fiquem com Deus !

  2. Vi no site da Revista Sociedade militar a reportagem sobre vocês, parabéns pela responsabilidade ecológica e espero que o tempo melhore, ja estive aí e sei das dificuldades que vcs estão passando para a reflutuação.

    • Olá, Silas, obrigado pelo toque. Estamos apanhando um pouco mas vamos aconseguir. Tem muita gente boa, aqui, a bordo do Felinto Perry. Com apoio de todos vamos conseguir. Abraços

    • Silas, muito obrigado pela mensagem. Estamos fazendo o que é nossa obrigação. Com a ajuda maravilhosa que estamos recebendo, vamos chegar lá. É questão de tempo.
      Grande abraço, até breve.

  3. Bom Dia João! Descobrí seu blog ao fazer buscas sobre o navio Felinto, sou esposa do MO ASSUNÇÂO, e estou sem palavras ao ler seus relatos…maravilhada e com uma pontinha de inveja pois consigo perceber a troca de solidariedade que existe entre todos…as fotos…perfeito! Torço que tudo possa ser resolvido o mais breve e assim possamos ter mais noticias não somente suas mas de toda tripulação. Sorte a todos e abcs ao meu esposo (rs rs rs!), obrigada.

    • Olá, Glaucy, obrigado pela mensagem e apoio. Vou procurar o Assunção pra dizer de seu recado.
      Estão todos bem a bordo, fique tranquila. Grande abraço, até breve.

    • Oi, Galucy, fique traquila, estão todos bem a bordo. Vou procrar o Assunção pra dizer de seu recado.
      Em breve ele estará de volta, com certeza, com mais uma missão cumprida.
      Abraços, obrigado

  4. Hola João! Acompanhando voce e todos os movimentos dessa aventura difícil mas “imprescindível” e por isso mesmo maravilhosa.!!..e que visual é esse menino! Sem falar na solidariedade presente o tempo todo…ah se no mundo todo fosse assim..
    Obrigada por seu esforço na narrativa…quase que me vejo aí tbém..sensacional!! Por favor conta tudooo
    bjo grande e lembranças pra equipe ..e claro vai dar tudo certo…certeza!!!!!!

    • Hola, Cristina, obrigado por mais esta. Pois é, a paisagem é de arrepiar. Mas às vezes assusta, de tão fortes os elementos. A gente fica pequeno diante deles, muito pequeno.
      Vc está certa, a solidariedade que temos aqui poderia, e deveria, acontecer em qualquer parte, em qualquer hora. Seria muito melhor.bjs

  5. Oi joão,
    Moramos em Ubatuba SP e estamos acompanhando ansiosamente todo esse trabalho de vocês, para resgatar o “Marzão”, como você carinhosamente o chama, do fundo dessas águas geladas.
    Sabemos que não será possível recuperar o barco, mas com o fim do trabalho que estão realizando agora, uma nova porta se abrirá, quem sabe para um “Marzão II” e um recomeço de onde haviam parado.
    Não se esqueça de salvar algumas peças desse barco que sempre os protegeu, para instalar no novo…vai dar sorte e levar junto, sempre, as experiências já aprendidas!
    Estamos torcendo e nos sentindo orgulhosos de vocês!
    Abração!

    • Queridos Francisco e Milene: muito obrigado pela mensagem e torcida. Final feliz: acabo de saber que o Marzão atravessou o Drake e já está na proteção do canal de Beagle.abraços

  6. Olá…Sr. Lara….vendo as fotos postadas e ler ao seu relato tão preciso, pude entender como deve esta sendo magnifico apesar das obrigações esta ai e fico feliz por saber que existe alguem q possa nos manter informados dos ultimos acontecimentos neste lindo e com certeza abençoado lugar.A saudade do meu esposo Sub Oficial MO Assunção, só aumentou…fico imaginando a felicidade apos tantos anos de sonhos que finalmente foi realizado, como sempre digo, tudo ao seu tempo!Sr. João Lara, manda por favor lembranças por mim, rs rs rs e obrigada! Posso agora conseguir entender pq ele sonhou tanto em estar ai…seus relatos precisos (repito!), nos passa a gradeza desde lugar! Amanhã passou aqui novamente, forte abraço e muito sucesso a todos.

    • Galucy, obrigado mais uma vez. Infelizmente não posso atender seu recado. Já estou em casa, em SP. Mas acabo de saber que o Mar Sem Fim foi avistado esta noite, no Canal de Beagle, pelo Felinto Perry. Abraços

  7. Olá João Lara, estou na torcida…
    Sou esposa de um dos marinheiros do Felinto Perry e todos os dias dou uma passadinha aqui no seu blog pra saber das novidades.
    Estou na contagem regressiva pela volta de vocês…
    Abraço e sucesso!!!

  8. Estou aqui na praia de Guaecá em São Sebastião,SP passando uns dias. Aqui o tempo mudou em Janeiro com duas frentes frias e na torcida acho que fico mais ansioso ainda pelo sucesso da operação do quem está aí. Essa colaboração da Marinha deve ser entendida como uma oportunidade de treinamento. Senão para que vale manter essa estrutura custeada com nossos impostos? Também penso que o resgate é uma questão importante, não para recuperar perdas materiais, mas para que o país que já teve o incêndio em sua Estação possa dar um exemplo que não está aí para degradar ainda mais o Planeta.Esforço temporário pois um dia vai ser engolido pelo Sol e quem sabe uma civilização melhor continue em novo Planeta.

    • Irineu: obrigado pela mensagem. Torço pro tempo melhorar , aí em Gaecá. A questão de tirar o barco nada tem a ver com recuperação de perdas mas, como vc falou, respeito ao Tratado Antártico, do qual somos signatários. Nada que não seja daqui pode ficar. Seja uma base destruída pelo incêndio, seja um barco naufragado. O Brasil, através da Marinha, só está cumprindo sua parte.
      abraços

      • João, como sempre na torcida.
        Já melhorou, mas frente fria em Janeiro de chamuscar as plantas e exigir cobertor é anormal, sintomas de mudanças na Terra. O jeito foi acompanhar nessa nossa internet lenta a chegada da Vandée Globe com os franceses nas duas primeiras colocações. 78 dias, 2h16m40s o tempo de François Gabart para dar a volta no Globo. Que evolução no projeto desses veleiros Abs.Irineu

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here