Área de Proteção Ambiental de Cairuçu – Episódio 19

0
223
views

Episódio 19 – Área de Proteção Ambiental de Cairuçu

Chegamos às Unidades de Conservação do Rio de Janeiro. A primeira que visitamos é a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu. Esta UC ficou 15 anos no papel antes de ser implementada (decreto de criação 1983), situação comum das UCs marinhas (e terrestres também). O Governo Federal cria as Unidades de Conservação normalmente pressionado, depois empurra com a barriga, contentando-se com o ato registrado, demorando anos, às vezes décadas, até nomear seus gestores e dar-lhes as mínimas condições (pessoal e equipamento) de exercerem seu papel.

A consequência, neste caso, foi a ocupação de cerca de um terço das ilhas que fazem parte da Unidade de Conservação. Mas, apesar de grave, este não é o maior problema desta UC que ainda enfrenta forte especulação imobiliária, o super- adensamento  a falta de serviços públicos como saneamento básico, e ainda o turismo de massa. Pudera, ela está na fronteira entre os dois estados mais ricos e populosos do país: São Paulo e Rio de Janeiro, e no entorno de uma das cidades com maior apelo turístico da orla brasileira: Paraty.

Bioma: Marinho Costeiro

Município: Paraty, Rio de Janeiro

Área: 32.610,4600 hectares

Criação: 27 de dezembro de 1983

Tipo: Uso Sustentável

Plano de Manejo: a APA de Cairuçu tem Plano de Manejo desde 2005. Atualmente o plano passa por revisão.

imagem de mapa com a localização da Área de Proteção Ambiental de Cairuçu

Assista a segunda parte de nossa visita a APA de Cairuçu.

» Expedição na APA de Cairuçu, leia mais sobre a nossa visita.
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here