Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island

0
138
views

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island: recorro ao diário de bordo para lembrar: “Já não sei que adjetivos usar. Esgotei o estoque. Eles se desgastam. Basta mudar de lugar. É só navegar 15, 20 milhas. Pronto: uma sucessão de paisagens soberbas te obrigam a vasculhar os superlativos. Acredite, o litoral da Antártica é obra de gênio. E gênio muito inspirado”.

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island, imagem de morro na antártica
O manto de gelo pode ter até 6 Km de espessura

Nunca senti tantas e tão fortes emoções

Quando penso nisto fico ainda mais feliz pela obra ousada. Nunca senti tantas, e tão fortes emoções. E, ao contrário daquelas do Drake, estas são deliciosas. Fazem acreditar que o esforço é grande, e o homem, pequeno. Que um ambiente semi-virgem, como este, desenhado com capricho pela geologia, através das eras, povoado por uma resistente fauna de mamíferos marinhos quase levada à extinção pela insensibilidade humana, hoje te perdoa, acolhe e convida. A alma é divina e a obra imperfeita, acertou Fernando Pessoa. Cada segundo aqui vale uma hora. Cada hora um dia. Cada dia uma semana. Lá vem os superlativos de novo…

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island, imagem de baleias e orcas na antártica
Mamíferos marinhos: orcas e baleias

Cuverville Island

Estamos fundeados em Cuverville Island, cercados por montanhas nevadas, com diversos icebergs encalhados no entorno.

Nos morros em volta, uma pinguineira, e uma infinidade de pássaros em permanente algazarra.

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island, imagem do mar sem fim fundeado na antártica
Que lugar!

O tempo continua espetacular. Desde que saímos das Ilhas Argentinas só tivemos dias esplêndidos, com sol, céu azul, e pouco vento.

O que mais eu poderia querer?

Por dentro do Mar Sem Fim

Eu estava super-cansado. Estressado também.  Na Antártica o frio é constante, mesmo dentro do barco.

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island, imagem de paisagem antártica de noite
Até a noite é espetacular

A sala, nos dias ensolarados, fica aquecida e até agradável. Mas as cabines, quando vamos dormir e o sol já se pôs, parecem refrigeradores. Não é possível manter a calefação a noite toda. Não há combustível que chegue. Aquecemos alguns minutos. Depois cada um se enfia dentro de seu saco de dormir, com várias camadas de roupas, e tenta descansar.

Viagem à Antártica, da base Brown para Cuverville Island, imagem de pinguins

A tensão, pela difícil navegação, provoca o cérebro 24 horas por dia. O Mar Sem Fim é um dos poucos barcos a motor a enfrentar estas águas. E não tenho dúvida em afirmar que entre os trawlers, o nosso é o menor.

noreferrer”>Saiba Saiba como foi o resgate do Mar Sem Fim

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here