Ataque de Tubarão em Fernando de Noronha

2
575
views

Ataque de Tubarão em Fernando de Noronha

Ontem este site publicou matéria do especialista Marcelo Szpilman. Hoje surgiram novidades no caso, por isso o Mar Sem Fim volta ao tema. Ataque de Tubarão em Fernando de Noronha. Ao contrário do que foi dito, parece que o turista não molestou o animal. Um relato de uma moradora, publicado no Face, esclareceu este ponto ainda nebuloso.

ataque de tubarão em Fernando de Noronha, imagem de tubarão com mergulhadores
Tuba e mergulhadores ( foto:linhaslivres.worldpress.com)

Relato de Zaira Matheus, sobre ataque de tubarão em Fernando de Noronha

Vou fazer um post para tentar esclarecer segundo a minha perspectiva, baseada em declarações dos órgãos competentes e de pessoas especializadas no assunto.

Mergulho na Baía Sueste: local do ataque de tubarão

O visitante esteve mergulhando na Baia do Sueste no final da tarde de ontem, próximo as boias do lado esquerda dentro dos limites permitidos, estava de colete mascara, snorkel, e não levava nada nas mãos que pudesse usar para molestar o animal.

Não teria havido provocação ao animal

Segundo relatos de familiares, dos médicos que o atenderam aqui em Noronha e da pessoa representante do comitê que registra os incidentes com tubarões em Recife, não houve molestamento do animal. Não ha nenhuma evidencia disso. Estes depoimentos ocorreram espontaneamente e não houve contradição em nenhum dos relatos.

Apenas um acidente

O que entendo é que houve um acidente. Uma conjunção de fatores que levaram a este encontro entre o mergulhador e o tubarão. Não sou especialista em tubarões, também não tenho experiência em investigações de acidentes envolvendo tubarões, pois tenho o privilegio de viver em Fernando de Noronha, ambiente onde pessoas e tubarões sempre conviveram e convivem harmoniosamente. Ontem fomos surpreendidos por uma noticia inédita. Por isso não me sinto capacitada em emitir qualquer opinião, estou aqui apenas relatando o que de mais confiável pude observar nas ultimas 24 horas.

ICMBio fecha baía Sueste em razão do ataque de tubarão


Acidentes acontecem e temos que ter maturidade para lidar com eles, aprender com estas situações. O ICMBio esta tendo uma postura de precaução fechando a praia do Sueste para observação e monitoramento nos próximos dias.
Mergulhei na Baia do Sueste hoje por iniciativa própria e permissão do ICMBio.
Encontramos um ambiente normal, típico da Baia do Sueste com muita lagostas e cardumes de sardinhas, guarajubas, cocorocas, enfim um mergulho NORMAL. Fizemos dois voos de drone e nada de anormal foi avistado como era esperado.
Fernando de Noronha para mim é o melhor local de mergulho do Brasil, podemos avistar tubarões enquanto mergulhamos, fotografamos, podemos inclusive nadar com eles, aconteceu um acidente inédito e a partir dai medidas tem que ser tomadas e temos que entender um pouco mais do comportamento deles para evitar acidentes futuros.

Respeito ao ambiente

Quando entramos num ambiente que não é o nosso temos que entende-lo e respeitá-lo cada vez mais. Vou continuar mergulhando querendo muito ver um tigre, mergulho em Noronha ha mais de 15 anos e nunca avistei um!
Espero que o visitante esteja bem, que todos possam superar este trauma e em breve nos visitar novamente.

Em seu relato Zaira cita o tubarão- tigre. Há boatos nas redes sociais, aparentemente sem fundamento, porque são relatos de pessoas que não estavam presentes na hora do acidente, citando o tubarão- tigre, um dos tipos, entre cerca de 400 espécies de tubarões, tido como “agressivo”.

ataque de tubarão em Fernando de Noronha, imagem de mergulhador com tubarão
Tubarão- tigre (foto: odia.ig.com.br)

De acordo com o especialista Marcelo Szpilman, no Brasil já foram encontrados 88 tipos.

Primeiro registro de ataque de tubarão em Fernando de Noronha

Ao que tudo indica este foi o primeiro registro de ataque em Fernando de Noronha. No Brasil os casos mais conhecidos de ataques de tubarão acontecem nas praias metropolitanas de Recife.

IMPORTANTE

Os tubarões não são vilões, como muitos ignorantes crêem. São animais como qualquer outro. Não sendo molestados, não há motivo para temer. O que acontece muitas vezes, é que o tubarão cuja visão não é seu forte, confunde a presa e acaba mordendo  pessoas. Imediatamente após, o bicho percebe que aquela não era sua presa e o solta imediatamente. Esta é mais uma prova que não devemos temer o animal, ao contrário, devemos admira-lo pela aerodinâmica perfeita. Eles existem na forma que o conhecemos, há mais de 150 milhões de anos.

ataque de tubarão em Fernando de Noronha, imagem de barbatana de tubarão
Sacanagem igual a essa é duro encontrar. Cem milhões mortos por ano para fazer sopa de barbatana. Pode? (foto:mpora.com)

Todos os anos o ser humano mata cerca de cem milhões de tubarões apenas para arrancar suas nadadeiras que se transformam em sopas tidas como “uma iguaria” pelos orientais.

O ser humano, este sim, devemos temer. Só ele mata por prazer. Os especialistas são categóricos, entre eles, Marcelo Szpilman que declarou:

Posso afirmar, categoricamente, que é muito raro, em qualquer lugar do mundo, um tubarão atacar o ser humano sem provocação. Além disso, dos poucos ataques não provocados no mundo todo, inclusive em Recife, mais de 90% ocorrem por erro de identificação visual em situações muito específicas e já conhecidas

Lagoa da Conceição tem presença de coliformes fecais acima do normal

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Muitos pensam que o tubarão em geral e um animal como qualquer outro e pode ser admirado como outro tanto na vida silvestre como em uma gaiola e estão errados, o tubarão e um animal que não reconhece amigos, e uma espécie fundamentalmente predadora e seu caráter agressivo faz parte de séculos de vida que moldaram seu caráter. Não se pode pensar que se pode observar um tubarão sem riscos, o risco faz parte de quem mergulha e muito mais de quem quiser contemplar tubarões de perto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here