Oceano subterrâneo, mais um tesouro da Amazônia

78
130073
views

Oceano subterrâneo mais um tesouro da Amazônia: ele é estimado em mais de 160 trilhões de metros cúbicos

Durante 66ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no campus da Universidade Federal do Acre (UFAC), foi estimado que a Amazônia tem um oceano subterrâneo. A reserva de água tem volume de cerca de 160 trilhões de metros cúbicos. A estimativa é de Francisco de Assis Matos de Abreu, professor da Universidade Federal do Pará (UFPA).

oceano subterrâneo, imagem do rio amazonas

‘Amazônia transfere cerca de 8 trilhões de metros cúbicos de água anualmente’

Abreu disse à Agência Fapesp  que “a Amazônia transfere, na interação entre a floresta e os recursos hídricos, associada ao movimento de rotação da Terra, cerca de 8 trilhões de metros cúbicos de água anualmente para outras regiões do Brasil (Abreu comenta o que se convencionou chamar rios voadores). Essa água, que não é utilizada pela população que vive aqui na região, representa um serviço ambiental colossal prestado pelo bioma ao país, uma vez que sustenta o agronegócio brasileiro e o regime de chuvas responsável pelo enchimento dos reservatórios produtores de hidreletricidade nas regiões Sul e Sudeste do país”.

3,5 vezes maior que o Aquífero Guarani

O volume é 3,5 vezes maior do que o do Aquífero Guarani. Este depósito de água doce subterrânea  abrange os territórios do Uruguai, Argentina, Paraguai e Brasil. Ele tem 1,2 milhão de quilômetros quadrados (km2) de extensão.

De acordo com a equipe, a reserva subterrânea representa mais de 80% do total da água da Amazônia. A água dos rios amazônicos, por exemplo, representa somente 8% do sistema hidrológico do bioma. As águas atmosféricas têm esse mesmo percentual de participação.

PUBLICIDADE

Falta estudar Oceano subterrâneo descoberto

O conhecimento sobre esse “oceano subterrâneo” ainda é muito escasso. Precisa ser aprimorado tanto para avaliar a possibilidade de uso para abastecimento humano, como para preservá-lo em razão de sua importância.

Aquífero, ou mar subterrâneo, fica em Alter do Chão

As trabalhos sobre o Aquífero da Amazônia foram iniciados há apenas 10 anos.  O estudo indicou que está situado em meio ao cenário de uma das mais belas praias fluviais do país. Ele teria um depósito de água doce subterrânea com volume aproximado de 86,4 trilhões de metros cúbicos.

Denominado pelo pesquisador como Sistema Aquífero Grande Amazônia (Saga), ele começou a ser formado a partir do período Cretáceo, há cerca de 135 milhões de anos.

O aquífero Alter do Chão

A ANA, Agência Nacional Águas, confirmou em 2019 que o aquífero Alter do Chão, que já era conhecido dos cientistas, é o maior do mundo. “Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. Parece muito, mas os rios e lagos do lugar concentram só a parte visível desse tesouro.”
“Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos. Até agora, o maior do planeta era o Guarani. Mas, um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior.
“Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA.”

Oceano subterrâneo: ainda não se sabe se é água para consumo

Uma das limitações para a utilização da água disponível  é a precariedade do conhecimento sobre suas características. Falta obter informações sobre a qualidade da água do reservatório para identificar se é apropriada para o consumo.

Dificuldades no caminho

De acordo com Ingo Daniel Wahnfried, professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), um dos principais obstáculos para estudar o Aquífero Amazônia é a complexidade do sistema.

O reservatório é composto por grandes rios, com camadas sedimentares de diferentes profundidades.

Águas permanentemente livres

Diferentemente do Aquífero Guarani, acessível apenas por suas bordas, as áreas do Aquífero Amazônia são permanentemente livres.

No Amazonas 71% dos municipios utilizam água subterrânea

Segundo o pesquisador,  a água subterrânea é amplamente distribuída e disponível na Amazônia. No estado do Amazonas 71%, dos 62 municípios, utilizam água subterrânea (não do aquífero) como a principal fonte de abastecimento público.  Já, dos 22 municípios do Estado do Acre, quatro são totalmente abastecidos com água subterrânea.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre o aquífero de Alter do Chão

Tubarões de recifes estão em grande declínio

Comentários

78 COMENTÁRIOS

  1. Os americanos aprenderam a estocar vento com a Dilma e estão levando nosso ar para o país deles.
    Também tem americanos que, antes de entrar no avião, dão uma grande inalada de nosso ar e prendem a respiração até chegar na terra deles , para soltar esse ar roubado…

  2. BOM DIA SRS GEÓLOGOS , E QUESTIONADORES . TUDO BEM QUE DESCOBRIRÃO OU NÃO ,UM BOMBA BOMBA ! OCEANO SUBTERRÂNEO NA AMAZÔNIA , OK MAS E DAI ! FASER O QUE COM ELE ? NO MOMENTO A NECESSIDADE DELE ! NÃO SERIA MELHOR QUE FICASSE ESCONDIDO COMO ESTAVA ! MAS E AGORA ? PORQUE .A ONDE O HOMEM METEM AS MÃO LOGO TUDO SE TRANSFORMA , E ACABA ! POIS SRS . BEM AQUI EM SÃO PAULO TBM JA ESTA NOS MESES DE MARÇO ,SE FORMANDO APOS AS CHUVAS UM OCEANO É TANTA AGUÁ QUE CHEGA ATE A MATAR ! E OS LEITO DE RIOS COMO O TIETÊ , E OUTROS, NÃO DÃO CONTAS DE TANTAS ÁGUAS ,E NINGUEM FAS NADA E SP PARA ! ! E DAI VEM UM PRE-FEITINHO DE MEIA TIGELA . OLHA OLHA , E FICA POR ISTO MESMO . E A QUEM MORREU. DIGA-SE AMEM E A ADEUS ! PORQUE NO ANO QUE VEM TUDO COMEÇA DE NOVO E É SEMPRE ASSIM ! SOLUÇÃO TEM SIM É SÓ IR NO MÉXICO , E COPIAR OS SISTEMAS DE DRENAGEM DELES OK E ENQUANTO NÃO SE FAZEM NADA , A ONDE SÓ SE FAS NECESSÁRIO OK , ENTÃO SRS DEIXEM O AQUÍFERO DO AMAZONAS EM PAZ E QUIETO OK SRS BOM DIA

    • PARABÉNS SEU NATALICIO O SENHOR ESTA CORRETO NÃO SEI PRA QUE MEXER ONDE ESTA QUIETO ELES SABEM FALAR E FALAR MAS NÃO SABEM AGIR…SÓ ELES SÃO DONOS DA VERDADE MAS QUANDO AGENTE FALA ELES NÃO FAZEM QUESTÃO…

  3. Proteção , esta é a palavra de ordem , quando estive em Macapa , soube de muitos transatlanticos atracacando em Santarem , ótimo maravilha aquecendo o turismo do lugar , por outro lado conversando com pessoas soube também que a ideia principal era despejar agua de seus porões chamada (Água de Lastro) na entrada para Santarem consequenteme poluindo nosso rio Amazonas e afluentes , agua esta com desejetos sem condições para consumo e não tratada estavam unica e exclusivamente lá até a chegada em aguas doces brasileiras , nossa agua passa então a abastecer os porões em substituição á despejada e o destino da nossa agua é o mercado , ai sei la qual continente e vendido a peso de ouro . Alguem tem alguma outra informaçã a esse respeito ?

  4. Para mim, isso não é novidade. Como professor de Geografia, sempre admiti que existia uma outra fonte de agua…… submersa, uma vez que fazem perfurações de mais de mil metros de profundidade e dali tiram agua. Aqui em Araçatuba, existia um Clube Thermas, que faziam as perfurações e ali retiravam agua quente,que abastecia o clube.

  5. Meu filho Francisco (10a, 6°anoA, escola municipal “Rosa Gomes”, Sta Branca-SP), interessou-se bastante, por este assunto, assim que sua professora de Geografia, informou-os. (ele perguntou se eu poderia escrever isto)rsrs.
    Professora Marcia, obrigada!

  6. Valeu a intenção em chamar a atenção para o tema.
    Mas em uma próxima oportunidade procure se informar tecnicamente sobre a tema para que não incorra em erros técnicos, como alguns presentes no texto.
    Afinal sua coluna é acessada por muitas pessoas e tem a obrigação moral de informar corretamente.

  7. Excelente matéria que nos brinda com informações que abrem novos horizontes e oportunidades. A preservação dos rios e florestas da amazônia são cada vez mais importantes para o ecosistema global. É necessário que avancemos nas pesquisas antes que as ONGs, estrangeiras, continuem à nossa frente no conhecimento de nosso próprio território e riquezas naturais.

  8. Mesquita boa tarde, sempre tive uma curiosidade em saber sobre a pesca da tainha que ocorre principalmente em SC, o que eu não entendo e que pescam principalmente por causa de suas ovas mas não seria como se fosse a piracema? e nessa época sua pesca não deveria ser proibida, por hoje em dia ja não se ve mais as grandes pescarias de tainha como antigamente obrigado

    • Você está completamente desinformado, ano passado foi recorde de pesca da tainha e mesmo assim foi estimado que mais de 80% dos cardumes seguiram em frente…a um aumento no número de cardumes considerável. Mas a imprensa cria fatos sem dados..a única pesquisa séria que está sendo feita é em união da Univali e da sindipe

      • A preocupação do leitor Carlos sobre a pesca da tainha procede. Não é uma questão de estar “completamente desinformado”. Se a Univali já pesquisa porque realmente é preocupante, pois a pesca no período em que é realizada chega ser próxima de ser predatória. Busquem videos na internet e verão. 80% do cardume segue adiante hoje, amanhã não se sabe

  9. eu ja sabia tbm sobre este potencial , fiz trabalho geológico na região de aripuana e descobri um aquífero gigantesco. vai de juina ate divisa amazonia e colniza, acredito que seja parte deste da materia.nao aprofundei na pesquiza pois minha empresa e de mineração. .

    • Como se descobre um aquífero, se ele é subterrâneo? Desculpe a minha ignorância. Sei que existe o lençol freático, mas um mar subterrâneo? Como se descobre isso através da geologia?

      • Por sonares. O espaço e conteúdo (pela sua densidade) são avaliados por som, que transcreve os dados para gráficos tridimensionais, permitindo assim avaliar tamanho (espaço) e volume (conteúdo).

  10. Trabalhei na Amazônia, durante 15 anos. Já em meados dos anos 80, comentava-se entre nós, pesquisadores, sobre o Aquífero Amazônico. Fantástico. Abordei por diversas vêzes, em seminários, ” oceano subterrâneo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here